Folha Vitória Festival de TV e Cinema começa nesta sexta com homenagem à Diva da Bossa Nova Alaíde Costa

Festival de TV e Cinema começa nesta sexta com homenagem à Diva da Bossa Nova Alaíde Costa

Com mais de 60 anos de carreira, a música sempre esteve presente na vida de Alaíde Costa

Folha Vitória
Foto: Fecim.
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Alaíde Costa, diva da Bossa Nova, tem 85 anos e será homenageada durante a 10ª edição do Festival de TV e Cinema de Muqui, no sul do Espírito Santo, que começa nesta sexta-feira (12), às 19h30. 

Além da cantora, quem também recebe homenagem é o artista  Gerson Lethieri.

O evento segue até domingo (14), em formato híbrido, e terá como cenário a histórica Fazenda dos Andes, zona rural do município, na Rota da Morubia.

Durante o festival serão exibidos curtas-metragens, séries de TV e projetos de streaming e apresentações de shows e palestras.

Realizado pela Associação Comercial e Empresarial de Muqui, o Festival celebra 10 anos de Interiorização do Cinema com o tema: Agricultura Familiar e Vida no Interior.

O evento acontece com o apoio de empresas locais, da Prefeitura de Muqui e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (SECULT-ES).

O FECIM será transmitido ao vivo pelo canal do Youtube do Festival. Mais informações podem ser conferidas no site fecim.com.br.

Alaíde Costa

Alaíde Costa é uma cantora e compositora. Nascida no subúrbio carioca do Méier. Com mais de 60 anos de carreira, a artista é considerada um dos grandes nomes da Bossa Nova. Fez parcerias musicais com Vinícius de Moraes, Geraldo Vandré, Tom Jobim, Johnny Aff, entre outros.

Em 2003, ao lado de Johnny Alf, apresenta-se no Queen Elizabeth Hall, em Londres, durante o London Jazz Festival. Em 2013, realiza um espetáculo com seu repertório autoral, no Sesc Santana, em São Paulo.

Para Alaíde o preconceito e a discriminação racial, são responsáveis pelas dificuldades que enfrenta no mercado fonográfico.

Durante a pandemia a artista fez inúmeras lives e uma delas chamou a atenção do cantor Emicida e do produtor Marcus Preto, que depois disso, prepararam um álbum para a cantora.

Últimas