Folha Vitória Festival Paralímpico 2022 reúne 192 estudantes do Brasil em Linhares

Festival Paralímpico 2022 reúne 192 estudantes do Brasil em Linhares

O festival reuniu estudantes entre 7 e 17 anos, 80% com deficiência, seja física, surdez, visual, intelectual ou Transtorno do Espectro Autista

Folha Vitória
Foto: Kevyn Fracalossi/Linhares
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Pelo segundo ano consecutivo Linhares sedia o Festival Paralímpico que foi sucesso de público, reunindo 192 estudantes. O evento foi realizado para promover a prática da atividade esportiva e integração entre estudantes, famílias e comunidade. Linhares foi uma das 75 cidades brasileiras que sediou a competição.

O festival reuniu estudantes entre 7 e 17 anos, 80% com deficiência, seja física, surdez, visual, intelectual ou Transtorno do Espectro Autista, e outros 20% sem deficiência.

Coordenadora técnica do evento, Kelley Bonicenha, afirmou que o evento é a maior festa da inclusão do nosso país. 

"O Festival Paralímpico representa a essência do esporte. Promovemos a interação entre 192 crianças com e sem deficiências. E tenho certeza de que muitos desses participantes vão se tornar atletas de alto rendimento no futuro, a partir dessa inclusão e iniciação feitas por iniciativas como essa", declarou.

O Festival é uma realização do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio do departamento Desporto Escolar, em parceria com Loterias Caixa e apoio da Prefeitura de Linhares.

O médico ortopedista Rodrigo Perrone, acompanhou o evento como voluntário. "Essas crianças puderam vivenciar o esporte paralímpico. É um momento totalmente festivo feito para que todos interajam de forma alegre. A inclusão desses alunos é fundamental. Além de exaltar o espírito paraolímpico, a participação deles no festival mostra, através do esporte, o talento de crianças e adolescentes que estão nas escolas de Linhares”, destacou.

“É gratificante para nós recebermos um evento desse porte e vemos a alegria das famílias e dos estudantes participando. Agradeço à dedicação das famílias e de todos os profissionais que fizeram desse evento um sucesso de organização e de inclusão, reunindo pessoas com e sem deficiência, superando juntos desafios e se divertindo com o esporte”, disse o prefeito Bruno Marianelli.

"A intenção é dar a oportunidade para os nossos alunos com deficiência vivenciarem o esporte. Com políticas públicas como essa queremos mostrar que todos podem praticar alguma modalidade esportiva, através do esporte adaptado" disse a secretária municipal de Educação, Maria Olímpia Dalvi Rampinelli.

Profissionais envolvidos

A Secretaria de Educação de Linhares fez o transporte dos alunos da rede municipal de ensino, pegando-o na porta da escola onde ele estuda e retornando ao final do evento.

Ao todo, 50 voluntários entre estudantes de Educação Física e de Pedagogia trabalharam no evento, além de funcionários da Secretaria Municipal de Educação atuando na equipe de apoio e logística.

Na coordenação técnica estava Kelley Bonicenha, e na coordenação de logística, Patrícia dos Santos Giuberti. Os professores de Educação Física, Rodrigo Gonçalves Martins, Geane Teodoro Meira de Oliveira, Haryson da Trindade Gomes, quem conduziram as atividades esportivas recreativas, e o médico ortopedista Rodrigo Perrone, que atuou como voluntário. 

Últimas