Folha Vitória Filho, neta e mais 2 pessoas são alvos de novo inquérito do caso Flordelis

Filho, neta e mais 2 pessoas são alvos de novo inquérito do caso Flordelis

Além dos familiares, o novo inquérito conta com a acusação da cozinheira da residência e do motorista de Flordelis

Folha Vitória
Foto: Record TV Rio
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Polícia Civil abriram um novo inquérito sobre a morte de Anderson do Carmo onde Gerson, que é filho, e Lorraine, neta de Flordelis agora integram o time de investigados no caso, além da cozinheira da casa Gilcineia Teixeira e Marcio Buba, motorista da acusada.

O advogado, assistente de acusação, Angelo Máximo, entrou com uma petição na Justiça para alertar que uma funcionária de Flordelis conseguiu fazer a carteirinha para que visitasse os filhos da parlamentar no presídio.

De acordo com informações que constam na denúncia, Flordelis está proibida de ter qualquer contato com os filhos, mas a acusada ela teria combinado com uma representante para ter acesso aos suspeitos para colher e levar informações 

A juíza da 3ª Vara Criminal, Nearis dos Santos Carvalho Arce, decretou o cancelamento da carteirinha e além disso, encaminhou um ofício a todos os presídios onde os filhos da deputada estão, para que apenas pessoas não investigadas tenha acesso ao local de visita.

Por meio de nota, a defesa de Flordelis afirmou que "desconhece estas ilações levantadas pelo assistente de acusação, baseados no ouvir dizer. Tal atitude causa tumulto processual," e acrescentou ainda que eles esperam que "o juízo defira este pedido para ficar comprovado que tais afirmações são mentirosas e somente tem finalidade de tumultuar e causar sensacionalismo desnecessário,” concluiu.

Flordelis

Na última quinta-feira (01), a Justiça do Rio determinou um prazo máximo de 24h para a defesa da deputada federal Flordelis apresentar números de telefone pessoal e funcional. Outra exigência seria informar o local para ser notificada da intimação da tornozeleira eletrônica e reclusão noturna.

No decorrer da descrição, a juíza da 3ª Vara Criminal de Niterói, Nearis dos Santos Carvalho, afirmou que caso essas informações não sejam repassadas no prazo estipulado, oficiais da Justiça devem ir aos endereços da parlamentar, fora do horário do expediente, munidos de força policial caso preciso.

Flordelis está sendo acusada de participação no assassinato do seu marido, pastos Anderson do Carmo, com o auxílio de outros filhos no momento do crime. Tudo aconteceu quando ela e Anderson acabaram de chegar em Niterói, Região Metropolitana do RJ.

* Com informações do Portal R7

Últimas