Folha Vitória Fiscal atropelada em terminal de ônibus da Serra tem a perna direita amputada

Fiscal atropelada em terminal de ônibus da Serra tem a perna direita amputada

Segundo atualizações fornecidas pelo Sindicato dos Rodoviários, o estado de saúde de Márcia Helena de Jesus, de 51 anos, é considerado grave

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
A fiscal Márcia Helena de Jesus trabalha há 10 anos como fiscal de terminal de ônibus e está internada no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (antigo São Lucas) em Vitória

A fiscal atropelada por um ônibus do Transcol no terminal de Laranjeiras, na manhã do último domingo (05), na Serra, teve a perna direita amputada após passar por uma cirurgia delicada no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (antigo São Lucas), em Vitória. 

Segundo o delegado de base do Sindicato dos Rodoviários, Márcio Pereira Nunes, que acompanha Márcia Helena de Jesus, o estado de saúde é considerado grave. "Ela sofreu múltiplas fraturas e teve órgãos internos perfurados. Ela segue inconsciente, sob sedativos, num leito de UTI para acompanhamento pós-cirúrgico. Estamos mantendo a esperança e seguindo de perto todo o tratamento dela", explicou. A fiscal teve duas paradas cardíacas durante a cirurgia.

Segundo Nunes, a empresa em que ela trabalha está fornecendo todo apoio e assistência necessários. O motorista, que dirigia o ônibus que atropelou a fiscal, também está recebendo apoio psicológico e médico. "Ele está em estado de choque. Está bastante abalado", descreveu.

Para o delegado sindical, se houvesse um cobrador atuando o acidente não teria acontecido. "Os cobradores saem do ônibus e sinalizam para que os motoristas possam fazer as manobras nos pátios dos terminais. Infelizmente, não havia um cobrador lá naquele momento em que Márcia seguia a pé em direção de outro veículo para justamente fazer isso. O motorista não a viu, o ônibus avançou de ré e acabou atingindo ela", descreveu.

Márcia é moradora da Serra, no bairro Maringá. Trabalha há 10 anos como fiscal de terminal e iniciou no sistema Transcol como cobradora. Nas redes sociais, sua filha, Rayane de Jesus, publicou um post pedindo orações pela saúde e recuperação da mãe.

Relembre o acidente

Márcia Helena de Jesus, de 51 anos foi atropelada por um ônibus na manhã deste domingo (05). A filha, Rayane de Jesus, contou que a mãe cumpria suas funções no pátio de manobras do terminal, quando ocorreu o acidente. 

De acordo com testemunhas, o motorista do coletivo manobrava o veículo e não viu a vítima. Ela foi socorrida pelo Samu. Para tentar ajudar a vítima, antes da ambulância chegar, colegas de trabalho tentaram levantar o ônibus.

Ceturb e GVBus lamentam o ocorrido

A Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES) lamentou, por meio de nota, o acidente. A Cetubr-ES informou que o consórcio operador será notificado para apurar as circunstâncias do atropelamento e dará o suporte necessário para elucidar os fatos.

Ainda de acordo com a Companha, a equipe de vídeomonitoramento separou as imagens do terminal para ajudar nas investigações do ocorrido.

O GVBus e a empresa responsável pelo ônibus também lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com a família da vítima. 

A empresa destacou que o caso foi uma fatalidade e que está à disposição dos familiares de Márcia para prestar todo o apoio necessário, assim como irá prestar auxílio psicológico ao motorista que diria o ônibus.

Foto: Roger Nunes / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Últimas