Folha Vitória Governador do Estado realiza viagem no primeiro ônibus elétrico do Brasil

Governador do Estado realiza viagem no primeiro ônibus elétrico do Brasil

Com apenas uma carga, o veículo é capaz de rodar aproximadamente 350 quilômetros

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na manhã desta quarta-feira (18), o governador Renato Casagrande fez uma viagem no primeiro ônibus elétrico do país. O trecho percorrido teve início na residência oficial na Praia da Costa, em Vila Velha, e foi até a sede da EDP, situada na Enseada do Suá, em Vitória.

Também estiverem presentes na rápida viagem, o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, o diretor de Relações Institucionais do Grupo Águia Branca, Luiz Wagner Chieppe e o vice-presidente de Redes da EDP, João Brito Martins.

O protótipo apresenta uma série de benefícios como a não emissão de gases poluentes, resultado da queima de combustíveis sólidos, a eliminação de ruídos internos e externos. Além dos benefícios para os passageiros, o curso operacional deste modelo de ônibus pode ser até 70% menor do que os ônibus que rodam com diesel.

De acordo com o head de Mobilidade Elétrica na EDP Brasil, Nuno Pito, o potencial dos ônibus elétricos pode trazer uma série de benefícios para o meio ambiente. “A ampliação e massificação do uso dos ônibus dentro do ecossistema da mobilidade elétrica tem um grande potencial para popularizar o mercado, bem como trazer inúmeros benefícios ambientais evitando a emissão de CO² na atmosfera. Estamos muito contentes com a implantação prática do projeto e esperamos que seja o início de um legado positivo para o País”, contou.

O veículo possui a capacidade de rodar até 350 quilômetros com a carga da bateria. Chamado de BYD D9F, este é o primeiro veículo do tipo no Brasil elaborado para viagens de curtas e médias distâncias. O lançamento vem com uma potência de até 410 cavalos e dois motores elétricos. Pode levar até quatro horas para atingir a carga completa e tem 12,9 metros de comprimento com capacidade para 44 passageiros.

A construção faz parte de uma parceria entre as empresas Vix Logística, WEG e CERTI. O projeto terá duração de 18 meses e contará com um investimento total de R$ 6,6 milhões.

Últimas