Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Governo do ES assina parceria com Afecc para serviço de medicina nuclear

Novo Centro de Medicina Nuclear do Hospital Santa Rita tem previsão de ser o mais moderno equipamento PET-CT do ES e atenderá pacientes...

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7


Folha Vitória
Folha Vitória

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, assinou nesta terça-feira (4), no Palácio Anchieta, em Vitória, o Termo de Fomento com a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc) para a transferência de recursos financeiros para a construção do serviço de medicina nuclear do Hospital Santa Rita de Cássia, em Vitória.

O novo Centro de Medicina Nuclear do hospital tem previsão de ser o mais moderno equipamento PET-CT do Estado e atenderá pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Trata-se de uma tecnologia que une as especialidades de Radiologia (com a tomografia computadorizada) e a Medicina Nuclear, possibilitando a identificação e a localização de tumores malignos em fase inicial com muito mais precisão.

Publicidade

O termo prevê o repasse de R$ 5.067.840,03, sendo R$ 4.896.526,99 provenientes do governo do Estado e R$ 171.313,04 de Organização da Sociedade Civil. A vigência do termo será até o dia 31 de março de 2024.

"Este novo centro será fundamental para o diagnóstico precoce, o que ajuda a salvar vidas. Todo o nosso investimento na área da saúde tem o intuito de salvar vidas. E ter esse equipamento à disposição dos usuários do SUS é fundamental para que possamos atender àquelas pessoas que mais necessitam. Vamos seguir fortalecendo o SUS e dar cada vez mais dignidade ao capixaba", disse Casagrande.

Publicidade

O PET-CT tem indicação, em sua grande maioria, para pacientes oncológicos, seja no diagnóstico, seja no controle do tratamento.

“O novo centro nuclear do Hospital Santa Rita será um avanço para os usuários do SUS em que mais pessoas passarão a ter acesso ao exame e isso fará a diferença no tratamento de cada paciente”, disse o secretário de Estado da Saúde, Miguel Duarte.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.