Folha Vitória Grávidas com comorbidades devem ser vacinadas na próxima semana no ES

Grávidas com comorbidades devem ser vacinadas na próxima semana no ES

Todas as gestantes e puérperas serão vacinadas no Espírito Santo dentro do grupo prioritário mas, neste primeiro momento, as com comorbidades terão prioridade na imunização contra a covid-19

Folha Vitória
Foto: Divulgação/MF Press Global
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Grávidas e puérperas com comorbidades devem começar a receber a vacina contra a covid-19 na próxima semana no Estado. A informação foi repassada pela coordenadora do Programa Estadual de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), Danielle Grillo, em entrevista à rádio Pan News Vitória (90.5 FM).

“Estamos bem adiantados na vacinação dos idosos de 60 a 64 anos, com 80% do público vacinado. Acreditamos que na próxima semana a gente já começa a vacinar o público de pessoas com comorbidades, inclusive as gestantes e puérperas com comorbidades”, afirmou a coordenadora.

Ainda segundo Danielle, todas as gestantes e puérperas serão vacinadas, mas neste primeiro momento, deverá ser feito esse recorte, criando uma espécie de linha de frente com as gestantes com comorbidades.

Inclusão no grupo prioritário para vacinação

Nesta terça-feira (27), o Ministério da Saúde decidiu incluir as grávidas e puérperas (mulheres no período pós-parto) no grupo prioritário para receber a vacina contra a covid-19. O novo grupo deverá ser vacinado junto à população com comorbidades.

De acordo com a estimativa populacional do Ministério da Saúde, no total, 47.966 gestantes e puérperas serão vacinadas no Espírito Santo. A estratégia definida pelo Ministério é vacinar primeiro as gestantes e puérperas com comorbidades, independentemente da idade.

De acordo com Danielle Grillo, há mais benefícios do que riscos na imunização contra a covid-19. “Entende-se que os benefícios da imunização a gestantes e puérperas são superiores ao risco. Diante disso, em pactuação tripartite, entre União, estados e municípios, foi definido a inclusão destes dois novos grupos à Campanha”, informou.

Leia também: Vacinação de pessoas de 50 a 59 anos com comorbidades deve começar no final de abril no ES

Vacinação contra Influenza

As gestantes e puérperas já fazem parte do grupo prioritário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, e podem ser imunizadas até o dia 10 de maio. Com duas campanhas de imunização em andamento, a Sesa alerta que deverá ser respeitado o intervalo mínimo de 14 dias entre a administração das vacinas Influenza e Covid-19.

Danielle Grillo destacou a importância da adesão do grupo à vacinação das duas campanhas. “Precisamos contar com a participação de todas as grávidas e puérperas para termos altas e homogêneas coberturas vacinais, tanto para Influenza, que nos últimos anos são públicos nos quais não conseguimos alcançar uma cobertura de 90%, quanto agora para a Covid-19”.

Leia mais: Vacina da gripe: No ES 1,5 milhão de pessoas podem se vacinar

Orientações às gestantes e puérperas

Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação de gestantes e puérperas deverá seguir as seguintes orientações:

- A gestante com comorbidade deverá comprovar a condição de risco, seja com exames, receitas, relatório médico, prescrição médica, ou cadastros já existentes dentro das Unidades de Saúde;

- A vacinação poderá ocorrer independentemente da idade gestacional e o teste de gravidez não deve ser um pré-requisito para a administração das vacinas;

- No caso de a puérpera, ao ser vacinada, na condição de lactante, deverá ser orientada a não interromper o aleitamento materno;

- A vacinação poderá ser realizada com qualquer vacina de plataforma de vírus inativado, vetor viral ou mRNA, respeitando os intervalos entre as doses recomendadas pelo Programa Nacional de Imunização.

Últimas