Folha Vitória Guarapari: Menina descobre tumor no cérebro e precisa de ajuda para pagar tratamento

Guarapari: Menina descobre tumor no cérebro e precisa de ajuda para pagar tratamento

Com apenas 10 anos, Marcela descobriu o tumor no cérebro após sentir fortes dores de cabeça

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Marcela Carvalho, de apenas 10 anos, teve a vida alterada em poucos dias. Após se sentir tonta e fraca, a menina fez exames que constataram um tumor no cérebro. Foi necessária uma cirurgia de emergência em São Paulo (SP) e agora a família precisa de ajuda com os custos para permanecer na cidade e acompanhar o tratamento de quimioterapia e radioterapia da criança. O tumor é maligno e não foi totalmente retirado, por conta do risco para Marcela. Portanto, o tratamento é imprescindível para eliminar o restante que permaneceu.

“Marcelinha tropeçava muito, levamos ela ao médico que passou algumas vitaminas, mas não melhorou. Fomos novamente, ele a encaminhou para o oftalmologista que disse que caso não fosse problema na visão, que fosse ao otorrino, pois poderia ser labirintite. Nada na vista, marcamos otorrino. Alguns dias antes ela começou a ficar com as pernas trêmulas e cambalear. Fomos ao otorrino e não era labirintite, ele passou uma ressonância e decidimos leva-la no hospital. No dia 22 de setembro ela deu entrada em Guarapari, no mesmo dia transferiram para Vila Velha, fizeram uma tomografia e descobriram que ela estava com um tumor no cérebro. Transferiram para Vitória, onde Deus abriu os caminhos e através da Dra Kassia (ser humano maravilhoso que cuidou do caso dela), conseguiu uma transferência aqui para São Paulo onde fizeram a cirurgia, removeram o tumor e após a recuperação vão começar o tratamento da quimioterapia e radioterapia. Estamos em SP com ela e vamos continuar durante todo o tratamento. Por isso, nossa família e amigos estão fazendo várias correntes solidárias, para nos ajudar com os custos”, relatou a irmã, Karine Carvalho, que está junto com a mãe, Simone Carvalho, se revezando no auxílio a Marcela.

A família é do Rio de Janeiro, mas mora há anos em Guarapari e é proprietária de um salão de beleza no Centro da cidade. “Elas moram e trabalham no Centro. Os dois locais são de aluguel e agora se encontram precisando de ajuda para custear a estadia em São Paulo, que não tem data para terminar pois o tratamento é longo”, contou Iara Matos, amiga da família.

Como forma de ajudar, familiares e amigos disponibilizaram uma conta na Caixa Econômica Federal, em nome de Simone da Conceição Carvalho, e no PicPay para doações e farão um almoço beneficente no sábado dia 17 de outubro.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Últimas