Folha Vitória Hilário se encontrou com garota de programa após morte de Milena, diz investigador da PC

Hilário se encontrou com garota de programa após morte de Milena, diz investigador da PC

Registros no aparelho celular do ex-marido da médica assassinada mostram que sites pornográficos foram acessados após o crime

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O segundo dia do julgamento do caso Milena Gottardi segue com os depoimentos das testemunhas de acusação. O segundo interrogatório do dia foi com o investigador da Polícia Civil Igor de Oliveira Carneiro.

De acordo com o depoente, investigações realizadas no aparelho celular de Hilário Frasson, ex-marido da médica assassinada, mostram que ele acessou sites pornográficos após reconhecer o corpo de Milena no Departamento Médico Legal (DML), e se encontrou com garota de programa dias após o crime.

O investigador falou, ainda sobre a análise da troca de informações entre os réus. No aparelho de Hilário, também foram encontrados registros das ligações realizadas nos dias anteriores ao crime. Dentre elas, houve chamadas para Milena, para o pai e para Valcir, também réus no processo.

Um dia antes do crime, Hilário teria apagado o contato de Valcir no próprio celular. Após o ex-policial civil teria trocado de linha e aparelho.

O que também chamou a atenção nas investigações foi o fato de Hilário ter se voluntáriado para cumprir plantões no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em dias anteriores e após o crime. Segundo o investigador, não é comum que policiais se disponham voluntariamente para esta finalidade.

Por meio de uma Estação Rádio Base (ERB), os investigadores conseguiram rastrear as chamadas realizadas entre os réus. O sistema é capaz de descobrir onde a pessoa estava por meio do acionamento das torres do celular, usando tecnologia 4G. 

Foram identificadas 68 chamadas entre Esperidião e Valcir; 63 entre Hilário e Valcir e 310 ligações realizadas entre Hermenegildo e Valcir.

O investigador também negou que tenha havido tortura dentro da delegacia durante oitiva dos réus.

O depoimento começou por volta das 11h50 e o investigador segue sendo interrogado. Mais informações em instantes.

Leia também: Julgamento do caso Milena Gottardi: 2º dia terá depoimento do irmão da médica

Últimas