Folha Vitória Homem é preso por aplicar golpes; prejuízo às vítimas é de quase R$ 20 milhões

Homem é preso por aplicar golpes; prejuízo às vítimas é de quase R$ 20 milhões

Suspeito se passava por assessor de investimentos; uma das vítimas chegou a perder R$ 10 milhões, de uma só vez

Folha Vitória
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem de 52 anos foi preso suspeito de aplicar um golpe milionário. Para enganar as pessoas, ele se passava por assessor de investimentos. Somados os prejuízos causados às vítimas, o total se aproxima dos R$ 20 milhões.

As investigações começaram em outubro do ano passado. Uma das vítimas contou para a polícia que passou para o suspeito o valor de R$ 10 milhões e que quando precisou de parte do dinheiro de volta, não teve o retorno.

"Essa vítima foi depositando valores ao longo dos anos até chegar ao montante de mais de R$ 10 milhões, que prometia o rendimento médio de 2 até 2,5%. A vítima tentou fazer uma retirada de aproximadamente R$ 200 mil e começou o drama. Não conseguiu fazer a retirada e foi quando percebeu que havia caído em um golpe", explicou o delegado titular da Delegacia Especializada em Crimes de Defraudações e Falsificações (Defa), Douglas Vieira.

Em 2019, um empresário teria repassado mais de R$ 2 milhões ao suposto investidor. Ele perdeu todo o dinheiro e agora corre o risco de falência.

"Esse empresário ficou em uma situação bastante difícil, eram valores para pagar fornecedores e funcionários, teve que fazer um empréstimo em um banco e pagar juros altos devido a esse prejuízo", contou.

Outras vítimas podem estar na lista

A polícia acredita que pelo menos 10 pessoas na Grande Vitória possam ter caído no golpe. Uma idosa de 83 anos perdeu R$ 250 mil. Diante destes relatos, a polícia pediu a prisão do suspeito. Na terça-feira (24), ele se apresentou na delegacia.

"Percebendo que ele poderia ser preso a qualquer momento, ele resolveu se entregar e mencionou que iria cooperar com as investigações. Até o momento, sua cooperação não foi muito favorável para nós, mas vamos aguardar", disse o delegado.

As investigações continuam. Agora, a polícia quer saber se existem outras pessoas envolvidas no esquema e para onde foi todo o dinheiro.

"O que ele mencionou foi que os negócios foram mal sucedidos, que em 2016 teve uma crise e a empresa dele começou a ter prejuízos e ele não conseguia mais pagar o rendimento prometido. Com isso, ele pegava o valor de um investidor para pagar o rendimento do outro e assim foi fazendo. Chegou um momento que ele não deu mais volta e fechou a empresa. Porém, ele não esclareceu onde foram parar os R$ 20 milhões e nem comprovou que esse dinheiro era investido na bolsa", ressaltou o delegado.

* Com informações do repórter Waslley Leite, da TV Vitória/Record TV.

Últimas