Folha Vitória Homem tenta tirar self e quebra estátua da irmã de Napoleão em museu na Itália

Homem tenta tirar self e quebra estátua da irmã de Napoleão em museu na Itália

No museu onde aconteceu o acidente, são preservados os modelos de gesso originais. O mestre do neoclassicismo usou para suas obras definitivas em mármore

Folha Vitória
Foto: Wikimedia Commons
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na terça-feira (4), as autoridades italianas identificaram um homem de nacionalidade austríaca que na última sexta-feira (31) quebrou dois dedos de uma escultura de Antonio Canova, no Museu Possagno, na província de Treviso. 

Graças as câmeras de segurança do local e aos registros de visitas, já que os bilhetes de entrada agora só podem ser retirados mediante reserva on-line, o homem foi identificado. Ele teria deitado sobre a estátua para tirar uma foto.

No museu onde aconteceu o acidente, são preservados os modelos de gesso originais. O mestre do neoclassicismo usou para suas obras definitivas em mármore. 

Estátua da irmã de Napoleão

O trabalho danificado pelo turista da selfie é um modelo da famosa obra "Paolina Borghese", um retrato de Paulina Bonaparte, irmã de Napoleão, feita em 1805. A escultura mostra Paolina idealizada como a deusa Vênus deitada em um triclínio.

O turista fazia parte de um grupo que visitou o museu e as imagens mostram como ele se senta na escultura e quebra seus dois dedos do pé. Ao quebrar a escultura, o homem sai rapidamente do museu sem falar o que havia acontecido, porém tudo foi descoberto.

As imagens já estão nas mãos do Ministério Público, segundo relatos da mídia local. O turista admitiu sua culpa pelos fatos.

O Museu informou que nas próximas semanas haverá conversações com as instituições do país para restaurar a peça.

*Com informações do Portal R7

Últimas