Folha Vitória Hospital Materno Infantil da Serra passa a oferecer 30 leitos para covid-19 a partir desta quarta-feira

Hospital Materno Infantil da Serra passa a oferecer 30 leitos para covid-19 a partir desta quarta-feira

Corrida para abertura de novos leitos, segundo a Secretaria de Saúde, é para aliviar o sofrimento das mais de 90 famílias que aguardam uma vaga de internação em todo o estado

Folha Vitória
Foto: Milena Martins/ TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A partir desta quarta-feira (7), o Hospital Materno Infantil da Serra vai começar a disponibilizar 30 leitos de enfermaria adulto, para tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus. De acordo com o governo do Estado, a previsão é de que, nos próximos dias, a unidade passe a dispor de mais 90 leitos de enfermaria adulto e, até o final de maio, mais 13 leitos de enfermaria adulto e 19 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para casos de complicação súbita, totalizando 152 leitos para o tratamento da covid-19.

Construída pela Prefeitura da Serra e transferida para a gestão do governo do Estado, em 2020, a unidade será integrada como anexo ao Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, referência do Espírito Santo para o tratamento de casos graves e potencialmente graves da covid-19, tendo a sua estrutura incorporada no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde como endereço complementar ao Hospital Dr. Jayme.

O Hospital Materno Infantil Dra. Maria da Glória Mercon Vieira Cardoso não chegou a ser utilizado como maternidade. Mesmo com a obra encerrada no ano passado, o hospital manteve as portas fechadas, porque, segundo o governo, estava passando por vistorias técnicas. Agora o hospital, que deixa provisoriamente de ser uma maternidade, irá atender somente pacientes com a covid-19.

“É uma boa notícia para a cidade da Serra e para todo o Espírito Santo. Estamos abrindo o Hospital Estadual Materno Infantil com 30 leitos nesta quarta-feira e iremos abrir 152 até o fim de maio. Enquanto for necessário, o hospital será utilizado para o enfrentamento à covid-19, dando dignidade aos capixabas. Foram R$ 12 milhões em investimentos na estrutura física e compra de equipamentos para termos um hospital de médio porte neste momento. Quando vencermos a covid, posteriormente, o hospital será uma unidade Materno Infantil”, afirmou o governador Renato Casagrande.

Estrutura

Ao todo, serão disponibilizadas quatro salas, com sete leitos cada uma, além de duas salas de isolamento. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), esses 30 leitos serão disponibilizados por tempo indeterminado.

Os primeiros pacientes que poderão utilizar os leitos do hospital Materno Infantil da Serra, segundo o subsecretário de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa, serão classificados pela Central Estadual de Regulação de Leitos, da Secretaria Estadual de Saúde. A Central de Regulação é um cadastro da Sesa, onde ficam listados pacientes de todo o Espírito Santo que estão em estado grave pela covid-19. 

Com uma estrutura montada dentro do Hospital Materno Infantil apenas para receber os infectados pelo coronavírus, os pacientes passam pelos corredores da unidade, até acessarem os leitos. Enquanto isso, familiares ficam numa área isolada.

Confira mais fotos da estrutura do hospital:

Para atender as demandas dos 30 primeiros leitos, o governo do Estado contratou cerca de 200 funcionários. A quantidade de efetivo, segundo o subsecretário, depois da criação de novos leitos, deve aumentar.

A corrida para abertura de novos leitos, segundo a Sesa, é para aliviar o sofrimento das mais de 90 famílias que aguardam uma vaga de internação em todo o estado. Somente na Grande Vitória, a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 96,04%. A expectativa do governo é criar mais 30 leitos de UTI no Jayme Santos Neves até o final do mês de maio.

De acordo com a Sesa, a expectativa é de que, ao final da pandemia, o perfil temporário de atendimento aos pacientes covid-19 do Hospital Materno Infantil possa ser ajustado para a implementação do serviço de maternidade, com a possibilidade também de readequar o quadro de especialidades ofertados pelo Hospital Dr. Jayme.

Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV, e do site do Governo do Espírito Santo

Últimas