Folha Vitória Hotel fechado após indiano testar positivo para covid é usado por funcionários da Petrobras

Hotel fechado após indiano testar positivo para covid é usado por funcionários da Petrobras

A informação foi confirmada pela própria empresa, que afirmou, no entanto, que todos eles cumprem medidas de isolamento, são monitorados por equipes de saúde da companhia e não tiveram contato com outros hóspedes

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O hotel de Vitória que foi fechado, no início da tarde desta sexta-feira (28), após um hóspede indiano testar positivo para a covid-19, é utilizado para acomodar trabalhadores da Petrobras. A informação foi confirmada pela própria empresa, que afirmou, no entanto, que todos eles cumprem medidas de isolamento, são monitorados por equipes de saúde da companhia e não tiveram contato com outros hóspedes.

A Petrobras afirmou ainda, por meio de nota, que os colaboradores serão testados preventivamente e seguirão monitorados mesmo que tenham resultado de teste negativo. A Petrobras disse ainda que está em contato permanente com a Vigilância Sanitária local, que reconheceu a segurança dos procedimentos preventivos adotados pela companhia.

O hotel, localizado na orla de Camburi, em Vitória, também hospedava outros dois indianos, companheiros de trabalho do hóspede infectado com o coronavírus, que também realizaram o teste e não apresentavam sintomas. 

Apesar de o exame de RT-PCR ter acusado infecção pelo coronavírus em um dos hóspedes, a confirmação se a contaminação é pela cepa indiana ainda depende de um exame para identificar a linhagem do vírus, que será feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. 

A identificação será feita por meio de sequenciador genômico. O governo do Estado espera que o resultado do teste seja divulgado dentro de cinco dias.

Durante a cerimônia que marcou o início da vacinação de portuários e aeroportuários no Espírito Santo, na tarde desta sexta-feira, o subsecretário de Estado da Saúde, Luiz Carlos Reblin, explicou que o hotel onde os indianos estão foi isolado e que todos que estiverem no local serão testados. Os hóspedes e funcionários do estabelecimento só poderão sair após o resultado dos exames.

"São 52 adultos e cinco crianças, além de 37 trabalhadores do hotel. Todos farão o teste RT-PCR para identificar se estão com o vírus. Se der positivo, como o primeiro caso de passageiro indiano, o material será enviado para a Fiocruz, no Rio de Janeiro, que é o órgão que faz a análise e confirma as variantes", afirmou Reblin.

Os indianos chegaram ao Espírito Santo num voo vindo de São Paulo. Eles levariam um navio atracado no litoral capixaba para a Índia. O passageiro que testou positivo já chegou ao Estado com fortes sintomas de covid-19. 

Últimas