Folha Vitória Idoso desaparecido é encontrado morto em casa de Jucutuquara, em Vitória

Idoso desaparecido é encontrado morto em casa de Jucutuquara, em Vitória

Dados da Secretária de Segurança Pública apontam que, até setembro, 338 pessoas foram registradas como desaparecidas na Grande Vitória

Folha Vitória
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um idoso, 62 anos, que estava desaparecido foi encontrado morto dentro de uma casa no bairro Jucutuquara, em Vitória. A polícia investiga as circunstâncias da morte do homem que havia sido visto pela última vez no sábado (24).

De acordo com informações preliminares da Polícia Civil, não há indícios evidentes sobre o que teria provocado a morte do idoso. O caso estava nas estatísticas de desaparecidos no Espírito Santo.

Segundo os dados da Secretária de Segurança Pública, até setembro deste ano, 338 pessoas foram registradas como desaparecidas na Grande Vitória. Destas, 257 foram encontradas com vida. Outros 13 pessoas foram localizadas mortas. Já 68 pessoas ainda não foram encontradas.

Para o secretário de Segurança Pública, Alexandre Ramalho, são vários os motivos que levam ao desaparecimento de uma pessoa. "São diversos os motivos, desde um simples relacionamento que tem alguma complicação, bem como problemas psiquiátricos", disse.  

O delegado que investiga casos de pessoas desaparecidas no Espírito Santo, Wanderson Prezotti, lembrou, em entrevista concedia a TV Vitória em setembro, que nove de cada dez desaparecimentos são fugas, ou seja, a pessoa não quer ser encontrada. "Geralmente são adultos que estão envolvidos nessa situação. A pessoa tem o direito de ir e vir. Depois que ela pensa e se acalma, ela acaba voltando para os familiares", explicou. 

Para ter mais informações sobre os casos de desaparecimento no Espírito Santo, a Secretaria Estadual de Segurança Pública, lançou uma plataforma que vai reunir informações de pessoas desaparecidas. O gerente do Disque-Denúncia, Paulo Expedicto Amaral, explica que o serviço vai agilizar o atendimento. 

"A plataforma vai permitir que o registro desse desaparecimento em uma delegacia presencial ou pela delegacia online e que as informações sejam exibidas no site do disque-denúncia sem que seja necessário nenhuma ação humana", explicou. 

Independentemente do site, em caso de desaparecimentos, o registro inicial deve ser via boletim de ocorrência. A ferramenta está disponível no site do Disque-Denúncia e poderá ser acessada por qualquer cidadão.

*Com informações do repórter Lucas Pisa, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas