Folha Vitória Idosos a partir de 60 anos já podem ser vacinados no Espírito Santo; veja o cronograma

Idosos a partir de 60 anos já podem ser vacinados no Espírito Santo; veja o cronograma

Entretanto, os municípios capixabas deverão obedecer a um escalonamento das faixas etárias a serem atendidas

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A imunização de toda a população com mais de 60 anos contra a covid-19 já está autorizada no Espírito Santo. A autorização foi dada por meio de uma resolução publicada no Diário Oficial do Estado do último sábado (13), conforme lembrou nesta quarta-feira (17) o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, durante uma coletiva de imprensa.

O secretário, no entanto, lembrou que os municípios deverão obedecer a um escalonamento das faixas etárias a serem atendidas. Dessa forma, quando forem imunizados 90% dos indivíduos de uma determinada faixa etária, poderá ser iniciada a vacinação de um novo grupo, com faixa etária inferior.

"A vacinação ocorrerá de maneira descendente. Na medida que o município alcançar 90% do público-alvo daquele momento, ele já poderá dar sequência à vacinação do grupo seguinte", explicou.

A resolução publicada pela Sesa, no último sábado, traz um cronograma de vacinação para os idosos com idade inferior a 90 anos. De acordo com a publicação, a vacinação deste novo grupo fica autorizada "sempre que a meta de vacinação de 90% for atingida no grupo alvo, com as doses devidamente registradas pelo município no Sistema de Informação SIPNI (módulo Campanha de Vacinação Covid-19), do público da faixa etária prevista pelo IBGE".

Veja a ordem de vacinação para idosos com idade inferior a 90 anos:

I. 85 a 89 anos;

II. 80 a 84 anos;

III. 75 a 79 anos;

IV. 70 a 74 anos;

V. 65 a 69 anos;

VI. 60 a 64 anos.

Para adiantar a imunização dos idosos, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) resolveu usar as doses que estavam reservadas para a segunda aplicação. A decisão foi tomada a partir da expectativa de o Espírito Santo receber, na próxima semana, um novo lote de doses da Coronavac. A expectativa é que as novas doses disponibilizadas sejam suficientes para ampliar o público-alvo a ser imunizado e também serem aplicadas em quem já recebeu a primeira dose.

Fernandes destacou ainda que, dos próximos lotes que chegarem, 5% das doses serão reservadas para trabalhadores da saúde e 95% para a população idosa. "Entendemos que grande parte dos trabalhadores foi imunizado. O Espírito Santo apresenta um indicador muito feliz. O público-alvo já tem 60% de cobertura vacinal no Espírito Santo e já é possível perceber um resultado de curto prazo nos trabalhadores", afirmou.

Grande Vitória

Na Grande Vitória, Serra, Vitória e Cariacica já começaram a vacinação aos idosos de 85 a 89 anos. O município serrano iniciou a imunização desse grupo na terça-feira e a capital, nesta quarta-feira. Já em Cariacica, o agendamento está aberto para esse público e trabalhadores da saúde, com prioridade para quem possui acima de 60 anos, no link http://vacina.cariacica.es.gov.br.

A Prefeitura de Cariacica ressaltou ainda que o quantitativo de doses disponibilizadas pela Sesa apenas inicia a vacinação dessa faixa etária, de 85 a 89 anos. Segundo a prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) aguarda a chegada de mais doses para finalizar a imunização desse público.

Já a Prefeitura de Vila Velha não deu nenhuma previsão de quando começará a atender os idosos com menos de 90 anos. Por meio de nota, a prefeitura informou que, assim que o município atingir a meta de 90% do público prioritário vigente, novos grupos serão contemplados, de acordo com o recebimento das doses que são disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde.

A Prefeitura de Viana também não informou um cronograma de vacinação a idosos com menos de 90 anos. Por meio de nota, disse que todos os idosos acima de 60 anos serão vacinados em domicílio. Informou também que as equipes já fizeram o mapeamento de todo este público e que os mesmos serão vacinados conforme a chegada das doses. A administração municipal ressaltou ainda que não há necessidade de agendamento e que a equipe de vacinação irá até a residência aplicar a dose, conforme o cronograma de cada equipe.

Últimas