Folha Vitória Idosos mortos em casa de recuperação ajudavam cadeirante que confessou o crime

Idosos mortos em casa de recuperação ajudavam cadeirante que confessou o crime

Rafael Dias Santos passou por uma audiência de custódia nesta quarta-feira; ele continua preso no Centro de Triagem de Viana

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Os familiares de Odorico de Almeida Neves, de 83 anos, morto dentro de uma casa de recuperação, em Vila Velha, estiveram no Departamento Médico Legal de Vitória (DML) nesta segunda-feira (28) para fazer a liberação do corpo. Eles não quiseram gravar entrevista, mas contaram à equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, que Odorico e Almir Ribeiro de Sena, também assassinado, eram amigos. 

A família contou que os dois fizeram amizade dentro do projeto e estavam tentando se recuperar do vício da bebida alcoólica. Além disso, eles contaram que os idosos ajudavam a cuidar do cadeirante, Rafael Dias Santos, de 32 anos, que confessou ter cometido o crime.

Leia também: VÍDEO | 'Dormi tranquilo, no mesmo quarto que eles', diz cadeirante que matou idosos em casa de reabilitação

Odorico, segundo familiares, tomou a vacina contra a covid-19 no último sábado (24). Por conta disso, estava alegre e muito animado. A família contou que ainda está sem acreditar que o idoso morreu de forma tão violenta. Almir Ribeiro de Sena, de 65 anos, também já teve o corpo liberado por familiares. 

O suspeito passou por audiência de custódia nesta manhã e, de acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), permanece detido no Centro de Triagem de Viana. Demostrando muito frieza, o homem confessou que matou os idosos a marretadas, enquanto eles dormiam. 

O crime

O crime aconteceu na noite de segunda-feira (26), em uma casa de recuperação para dependentes químicos, no bairro Morada da Barra, em Vila Velha. Em depoimento, o suspeito alegou que estava sendo ameaçado pelos idosos. 

O homem ficou aproximadamente sete horas deitado ao lado dos corpos. Somente por volta das 6h30 da terça-feira (27) é que um outro interno foi informado pelo suspeito sobre o que havia acontecido. Foi ele quem avisou ao pastor responsável pelo projeto.

Rafael, que é cadeirante há cerca de 12 anos, estava no projeto há pouco tempo. Antes, ele vivia nas ruas. 

Leia também> Idosos de casa de reabilitação são mortos com golpes de marreta enquanto dormiam, em Vila Velha

Com informações da repórter Rafaela Freitas da TV Vitória / Record TV

Últimas