Folha Vitória Ifes recebe guarda provisória de parte da área dos galpões do IBC

Ifes recebe guarda provisória de parte da área dos galpões do IBC

Com a ocupação dos galpões, o instituto deve economizar mais de R$ 3 milhões anuais, hoje utilizados para aluguel de espaços

Folha Vitória
Foto: Divulgação/Conab
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) recebeu da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) a guarda provisória de parte da área dos galpões do IBC, localizados em Jardim da Penha, em Vitória. O documento que concede o imóvel provisoriamente ao Ifes foi assinado na terça-feira (27) pelo reitor do instituto, Jadir Pela, e pelo superintendente do Patrimônio da União no Espírito Santo, Mauro Pavão Madureira.

A ação garante o recebimento dessa área, que se concretizará com o instrumento de destinação desse Imóvel como Cessão em Condições Especiais, a ser assinado no final de maio, onde constará o prazo de posse de 20 anos para ocupação por parte do Ifes.

Foto: Divulgação / Ifes
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A Guarda Provisória é um instrumento utilizado pela SPU para garantir a cessão de um imóvel da União ao órgão que o receberá, por intermédio de uma outra modalidade de utilização. Como o imóvel ainda está parcialmente ocupado por outros órgãos, e para garantir a sua proteção e manutenção até o recebimento oficial dos galpões, a SPU resolveu autorizar que o Ifes assuma a instalação da área antes de finalizado o processo de cessão.

A negociação da cessão dos Galpões do IBC teve início no ano passado. A partir da assinatura do instrumento de destinação definitiva do imóvel como “Cessão em Condições Especiais”, o Ifes possuirá prazo de um ano para começar as obras necessárias para ocupação do imóvel, e de três anos para iniciar o uso do espaço conforme levantamento de necessidades apresentado pela instituição à Superintendência do Patrimônio da União (SPU).

O projeto apresentado pelo Ifes prevê a ocupação de uma área de mais de 23 mil metros quadrados. Nesse espaço, serão alocadas a Reitoria do Ifes, o Centro de Referência em Formação e em Educação a Distância (Cefor) e um Centro Tecnológico, que abrigará o Polo de Inovação, a Agência de Inovação do Ifes (Agifes) e a Incubadora, além de laboratórios multiuso e um espaço maker.

Com a ocupação dos galpões, o instituto deve economizar mais de R$ 3 milhões anuais, hoje utilizados para aluguel de espaços. “Esta assinatura é um marco histórico para o Ifes, pois nos posiciona em um outro patamar no ensino, pesquisa e extensão.”, explica Jadir Pela. "Queremos que este espaço seja um ambiente de pesquisa, desenvolvimento, empreendedorismo e inovação para o Espírito Santo", completou o reitor.

Últimas