Folha Vitória Importação e exportação capixaba crescem em julho em comparação a junho

Importação e exportação capixaba crescem em julho em comparação a junho

Crescimento do mês de julho, no entanto, não foi suficiente para mudar o quadro de queda, se comparado ao mesmo período de 2019

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Importação e exportação crescem, mas cenário geral ainda é de queda frente ao ano passado

As importações e exportações capixabas tiveram alta no mês de julho, se comparado a junho. De acordo com dados do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), em importações, houve um crescimento de +10,12%. Já as exportações, cresceram +11,11% na comparação com o mês anterior. O aumento, no entanto, não foi suficiente para mudar o cenário geral, que é de queda frente ao mesmo período de 2019.

Apesar da alta, importações e exportações capixabas tiveram recuo em julho, se comparado ao mesmo período do ano passado. As importações capixabas recuaram -19,48% e as exportações -35,77%. Por outro lado, no acumulado geral, de janeiro a julho, apontado pelo Instituto, o Espírito Santo registrou alta nas compras externas do estado, com +4,19%, e baixa nas exportações, que ficaram -28,97% abaixo do mesmo período do ano anterior.

Ainda assim, o Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo (SINDIEX) acredita em uma retomada nos próximos meses.

Setores passaram por variações de importações e exportações

Alguns itens sofreram baixa de importações entre junho e julho deste ano. É o caso de bens de capital e de combustíveis e lubrificantes, que apresentaram uma redução, com contribuições relativas de -23,47 pontos percentuais (p.p.) e -3,42 p.p., respectivamente.

O mesmo não ocorreu com o setor de bens intermediários e bens de consumo, que teve um aumento nas compras, com contribuições relativas de +34,27 p.p. e +1,34 p.p., respectivamente.

Com as exportações não foi muito diferente. Os produtos semimanufaturados foram menos exportados em julho, passando de 30,31% no mês passado, para 13,66% no período, enquanto manufaturados (25,70%) e básicos (60,64%) cresceram.

Sindiex prevê retomada do setor

Sidemar Acosta, presidente do Sindiex, no entanto, aponta dados do próprio sindicato, que demonstram um aumento de janeiro a julho deste ano, de 4,2% em importações e exportações, com relação ao mesmo período do ano passado.

Por isso, ele analisa os números de forma positiva. “Os dados nos trazem otimismo de retomada nos próximos meses, já que a alta nas importações significa que as indústrias capixabas estão investindo”, informa.

Ele destaca também os investimentos que estão sendo feitos na infraestrutura logística do ES. Para ele, projetos portuários como o da Imetame estão se desenvolvendo e são uma das apostas do setor para a retomada. 

Últimas