Incêndio na Vila Rubim: Bombeiros têm prazo de 30 dias para a perícia; dono de galpão diz ter perdido documentos

O laudo que vai indicar as causas do incêndio fica pronto no prazo de 30 dias, após o fim do trabalho de perícia

Foto: Marlon Max / Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Equipes do Corpo de Bombeiros realizaram perícia em toda a região afetada pelo incêndio na Vila Rubim, em Vitória, que ocorreu na última sexta-feira (20). No trabalho de perícia, que teve início nesta terça-feira (24), os bombeiros usaram drones para mapear a área e saber como está a estrutura dos imóveis afetados pelas chamas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é que as chamas tenham começado em um galpão, que continha produtos de couro. O laudo que vai indicar as causas do incêndio fica pronto no prazo de 30 dias.

Para determinar a causa do incêndio, o Corpo de Bombeiros vão usar um programa que simula possíveis causas, até chegarem ao que causou as chamas. 

O proprietário do galpão, Moisés Alves da Cruz, disse que toda a documentação foi queimada e que não tem ciência de que o estabelecimento não possuía alvará do Corpo de Bombeiros. Moisés disse que está dando apoio aos moradores das casas afetadas pelo incêndio, que foram interditadas. Segundo a prefeitura de Vitória, o município fez 56 notificações ao proprietário do galpão.