Folha Vitória Inquérito aponta que menino de 8 anos foi espancado até a morte; suspeito e segue desaparecido

Inquérito aponta que menino de 8 anos foi espancado até a morte; suspeito e segue desaparecido

Paulo Antônio Marinho Batista estava em casa sozinho com o padrasto, de 32 anos, que fugiu logo após a morte da criança

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O resultado da investigação da Polícia Civil apontou que o menino Paulo Antônio Marinho Batista, de 8 anos, foi espancado até a morte. O crime aconteceu no dia 2 de abril, no Morro do Romão, em Vitória. O suspeito do crime é o padrasto, um homem de 23 anos, que não foi localizado pelos policiais desde o dia do crime.

A investigação foi concluída pouco mais de um mês após a morte. Na época, o menino foi encontrado já desacordado pela mãe na casa da família. No depoimento à polícia, a mulher, de 23 anos, contou que saiu de casa para levar o filho mais novo, de 5 anos, ao hospital. Paulo Antônio teria ficado em casa com o padrasto nesse período.

Leia também: Atestado comprova que menino de 8 anos morreu após sofrer série de agressões

Quando chegou em casa, no fim da manhã, a mãe viu o estado do menino. Ele foi levado para o Hospital Infantil de Vitória, com marcas de agressão pelo corpo, e não resistiu à uma parada cardíaca. Na época, o pai biológico de Paulo Antônio esteve na Delegacia de Homicídios.

A criança morava com o irmão mais novo, a mãe e o padrastro. O pai do menino foi avisado sobre a situação pelo telefone. Na época do crime, os policiais realizaram buscas na região do Romão à procura do padrasto de Paulo Antônio. Ele é considerado foragido.

*Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória/Record TV

Últimas