Folha Vitória Insegurança: em 2020, mais de seis mil casas foram invadidas no ES

Insegurança: em 2020, mais de seis mil casas foram invadidas no ES

Quase metade dos casos foram registrados nos municípios da Grande Vitória

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Em 2020, mais de seis mil casas e condomínios foram invadidos por criminosos, no Espírito Santo. Só na Grande Vitória, quase três mil casos foram registrados. É o que aponta os dados de Secretária Estadual de Segurança Pública (Sesp). 

Síndico de um condomínio em Itapoã, Vila Velha, Rogério Barbosa foi uma das vítimas. No inicio de dezembro, ele teve a moto furtada dentro da garagem do prédio. As câmeras de segurança do local registraram a ação dos criminosos. Um mês após o crime, Rogério conseguiu recuperar o veículo. 

"Depois de 25 dias a minha moto foi encontrada através de uma operação da Guarda Municipal de Vila Velha, fiquei muito feliz porque pelo menos consegui recuperar e na mesma época um motoboy que trabalha para mim teve a moto roubada e ele também conseguiu recuperar, isso mostra que a polícia está atenta à essas questões", disse.

O rapaz tem trabalhado para conscientizar os moradores do local sobre questões de segurança e, segundo ele, a ação já tem apresentado resultados. 

"Eu fiz uma circular conscientizando os moradores para que eles tomassem cuidado ao entrar e acessar o portão de entrada do condomínio porque eles usam 'tag' de acesso, para que eles fizessem com cuidado e prestassem atenção para não deixar o portão aberto e evitar a entrada de terceiros no nosso condomínio e fazer esse tipo de coisa que aconteceu comigo", contou.

A invasão no condomínio de Rogério foi apenas uma das mais de seis mil registradas, em 2020, no estado. Segundo a Sesp, o município com maior número de registros de invasões com furtos e roubos foi Vila Velha. 

A insegurança não ficou em 2020. Neste ano, alguns casos já foram registrados no Espírito Santo. Um deles ocorreu, nesta quarta-feira (20), no bairro Serra Dourada III, na Serra. Um homem, de 59 anos, teve a casa invadida durante a madrugada. A vítima chegou a lutar com os dois suspeitos e acabou baleado.

Outro caso de invasão foi registrado nesta semana, no Centro de Vila Velha. Um homem arrombou o portão de uma casa e furtou um celular, quatro cadeiras de alumínio e ferramentas que estavam na varanda da residência. As vítimas ficaram com um prejuízo de mais de R$ 1.000. Segundo a proprietária da casa, nem mesmo a cerca elétrica inibiu a ação do criminoso.

O delegado Erico Almeida Mangaravite orienta a população e reforçar a segurança dos imóveis.

"Há uma circulação maior de pessoas fazendo entregas, prestando algum tipo de serviço em domicílio, essa circulação maior de pessoas acaba estimulando que criminosos se usem desse tipo de expediente, se fazendo passar por empregadores e observem situação de facilidade para cometer crimes", ressaltou o delegado.

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas