Folha Vitória Insegurança: Em média, três assaltos são registrados por dia no Centro de Vitória

Insegurança: Em média, três assaltos são registrados por dia no Centro de Vitória

Quatro pessoas foram esfaqueadas durante uma tentativa de assalto, na noite desta segunda-feira (08), no Centro da Capital

Folha Vitória
Foto: TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A insegurança no Centro de Vitória assusta os capixabas. De janeiro a outubro desde ano, quase mil assaltos à pessoas foram registrados na região, o que representa uma média de três casos por dia. Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Na noite desta segunda-feira (08), dois homens tentaram assaltar um casal no Centro. O motorista de um ônibus e um rapaz que passavam pelo local tentaram ajudar as vítimas. As quatro pessoas foram esfaqueadas pelos criminosos.

Os dois suspeitos de assaltarem e esfaquearem as vítimas, de acordo com a polícia, estão foragidos. Na fuga, eles deixaram para trás um simulacro de uma arma de fogo. 

Para quem precisa passar pela região diariamente, os assaltos seguidos de violência já fazem parte do cotidiano. "Você não vê uma viatura passar, um policial na rua, você não vê nada. É perigoso. Você tem que ir trabalhar, passa pelo Centro, corre o risco de ser assaltado", disse um morador de Vitória. 

De uma lado uma população assustada, que não consegue viver em segurança. Do outro, está a polícia que afirma que as forças de segurança estão sempre presentes no Centro da Capital.

A orientação do tenente-coronel Menezes, da Polícia Militar, é que vítimas de assaltos nunca reajam e sempre procurem a polícia. 

"Não dá para você identificar se uma arma é de verdade ou não durante um assalto. A orientação básica é não reagir. Não dá para reagir se você não tem certeza ou se você não tem a técnica", explicou.  

Os números de assaltos no Centro de Vitória, segundo a Sesp, são preocupantes. De janeiro a outubro deste ano foram registrados 999 assaltos em ruas da região. No mesmo período, ainda de acordo com a Secretaria, ocorreram 844 roubos e furtos em comércios do Centro.

Os números também chamam a atenção da Guarda Municipal de Vitória. O comandante Fabio Rebello Alves garante que a corporação planeja ações para reforçar a segurança na região, principalmente durante os meses de novembro e dezembro, quando a circulação aumenta nas ruas.

"Já estamos planejando essas ações no Centro de Vitória. Com relação aos nossos atendimentos, o quantitativo de 30% de agentes foram tirados do administrativo e alocados nas ruas", disse.

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV.

LEIA TAMBÉM:

>> Posto de combustíveis é assaltado duas vezes em menos de duas horas em Vitória

>> Motorista de aplicativo é sequestrado e obrigado a participar de assalto em Vitória

Últimas