Folha Vitória Internautas flagram cobra fazendo 'lanchinho' em Marcílio de Noronha, em Viana

Internautas flagram cobra fazendo 'lanchinho' em Marcílio de Noronha, em Viana

O animal foi encontrado em uma área de vegetação, nas dependências de uma empresa de logística

O animal foi encontrado em uma área de vegetação, nas dependências de uma empresa de logística

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

PAUTA DO INTERNAUTA - Os funcionários de uma empresa de logística, localizada às margens da BR 101, entre os bairros Marcílio de Noronha e Vila Bethânia, em Viana, foram surpreendidos, na manhã desta sexta-feira (23), com a presença inusitada de uma cobra no local.

O animal estava na cerca da empresa, enquanto fazia um 'lanchinho'. Segundo testemunhas, o aparecimento de animais silvestres é comum no local. Por se tratar de uma área de vegetação, os órgãos responsáveis não são acionados para a captura, deixando que o animal siga em habitat natural.

Segundo o Batalhão de Polícia Ambiental da Polícia Militar (BPMA), ao se deparar com um animal silvestre em área urbana, a população deve fazer o primeiro contato com as Prefeituras Municipais da Região Metropolitana da Grande Vitória, por meio das Secretarias de Meio Ambiente, que também dispõem de técnicos e equipamentos para recolhimento de animais silvestres. Por isso, o primeiro contato a ser feito deve ser com as Secretarias, em razão da proximidade e da disponibilidade de pessoal, diminuindo assim o tempo de atendimento. No entanto, o BPMA auxilia nos casos em que há risco iminente da integridade física do cidadão.

Quem se deparar com algum animal silvestre em área urbana não deve importuná-lo. Animais que estão soltos em áreas urbanas e que não oferecem riscos à população devem ser deixados em liberdade. As pessoas podem ficar tranquilas quanto ao reaparecimento de alguns animais, principalmente aves e pequenos primatas, pois a área urbana tende a se tornar um ambiente de transição entre suas fontes de alimentação e abrigo, podendo, em alguns casos, até se tornar um novo habitat do animal que se adaptar ao ambiente urbano.

Essa pauta foi uma sugestão de internautas do Folha Vitória em Viana. Também gostaria de sugerir uma reportagem? Envie uma mensagem pelo Whatsapp do Folha, pelo número (27) 99943-2228.

Outros casos

Recentemente, o jornal online Folha Vitória noticiou outros casos de animais silvestres em áreas urbanas da Grande Vitória. Em uma das ocasiões, um jacaré foi visto por moradores de Jardim Camburi, na capital, na mesma semana em que uma cobra da espécie jiboia apareceu na orla da Praia de Itaparica, em Vila Velha. Um porco-espinho também foi flagrado por clientes que passeavam em torno de um shopping de Vila Velha.

Na ocasião, o Folha Vitória buscou explicações sobre a presença dos animais em áreas habitadas. O presidente do Instituto Jacarenema, Petrus Lopes, explicou que as áreas urbanas foram inseridas dentro de espaços naturais e, por isso, os fragmentos de vegetação, conectados a outros maiores, permitem que animais como as jiboias, porco-espinho e o jacaré possam aparecer próximo de residências e em ambientes com maior fluxo de pessoas. 

"Eu acredito que não exista anormalidade. E isso não pode ser tratado como um desiquilíbrio. Errado é quando nós, seres humanos, diminuímos as áreas verdes", afirma.