Folha Vitória Janela de escola municipal é atingida durante tiroteio em Vitória

Janela de escola municipal é atingida durante tiroteio em Vitória

Foi na tarde desta terça-feira (14), no bairro Andorinhas. Por sorte, nenhum aluno estava no local quando o vidro na janela foi atingido

Folha Vitória
Foto: Wasley Leite / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A tarde desta terça-feira (14) foi marcada por mais um tiroteio em Andorinhas, em Vitória. Um dos disparos atingiu o vidro da janela de uma escola municipal que funciona no bairro. Por sorte, nenhum estudante estava no local.

A quantidade de cápsulas calibres 380 e ponto 40 mostra o poder de fogo dos criminosos que atuam na região. As paredes de algumas casas ficaram marcadas pelos disparos. Até mesmo o padrão de energia de uma delas foi danificado.

Foto: Leitor/whatsapp
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Segundo testemunhas, o grupo armado veio da orla e já chegou na rua atirando. Muitos moradores que estavam no local saíram correndo assustados. Ninguém soube dizer quantos suspeitos estavam envolvidos no tiroteio. Eles fugiram correndo.

Equipes da guarda municipal ocuparam alguns pontos da regiãoe. A Polícia Militar informou por meio de nota que o Ciodes recebeu informações de disparos de arma de fogo no bairro. Viaturas fizeram o patrulhamento, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Uma testemunha, que por medo pediu para não ser identificada, disse que a  maioria dos atiradores aparentava ser menor de idade e que um homem, mais velho, dava ordens e exigia que o grupo avançasse em direção aos suspeitos rivais.

No início desse mês uma operação foi realizada no bairro

Logo no começo do mês de setembro uma operação foi realizada no bairro e contou com a participação do helicóptero do Notaer. Durante a ação, a PM apreendeu crack e cocaína. O material estava escondido dentro de uma caixa de energia.

Já no final do mês passado um rapaz de 22 anos foi detido no bairro. De acordo com a polícia, ele é responsável por vários homicídios e por organizar ataques ao bairro vizinho, Itararé.

A reportagem procurou a Guarda Municipal de Vitória para saber se existe algum plano de intensificação da segurança na região próxima à escola. Assim que houver retorno, a matéria será atualizada.

Últimas