Jovem é assassinado em região isolada da Serra

No local do crime, os peritos conseguiram achar cápsulas de dois calibres diferentes, de 9 milímetros e de ponto 40

Folha Vitória
Foto: Luana Damasceno
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Imagem de arquivo

Um jovem foi assassinado em uma região isolada da Serra. A família disse que o rapaz usava maconha, mas que era trabalhador e não era envolvido com o trafico. O crime aconteceu em Cidade Nova. Nas ruas, aparentemente, tranquilas, Josué da Silva Borges, de 21 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira (08).

No local do crime, os peritos conseguiram achar cápsulas de dois calibres diferentes, de 9 milímetros e de ponto 40, o que indica que mais de uma pessoa atirou. Josué foi atingido na região do tórax e, mesmo ferido, correu por um campo até parar do outro lado.

Depois de correr para tentar fugir dos disparos, ele foi por um barranco, pisou em uma fuligem e invadiu uma casa para tentar pedir por socorro, mas já caiu morto na porta da casa de um vizinho.

O dono da propriedade disse que tomou um susto quando viu o rapaz na porta da casa dele já sem vida. Foi ele quem acionou a policia. Josué era conhecido no bairro porque sempre morou na região. No bolso do jovem, a polícia encontrou uma bucha de maconha. Segundo parentes, ele usava a droga, mas era trabalhador e atuava em um lava-jato da cidade.

Os vizinhos da vítima disseram que na noite de segunda, ele chegou do trabalho, tomou banho e saiu para encontrar um amigo na região. Foi quando o crime aconteceu. A irmã dele confirmou que o irmão trabalhava. Acordava cedo todos os dias para ir para o lava-jato e chegava tarde, mas que, infelizmente, ele era usuário de drogas.

Ela disse não saber a motivação do crime, já que apesar de usuário ele não era envolvido com tráfico. A família e os amigos do rapaz estavam sempre conversando com ele na tentativa de convencê-lo a abandonar o vício.

*Com informações da repórter Nathália Munhão, da TV Vitória/Record TV

Últimas