Folha Vitória Jovem é morto com 13 tiros em pasto de bairro em Cariacica

Jovem é morto com 13 tiros em pasto de bairro em Cariacica

Próximo ao corpo, a polícia encontrou diversos pinos de cocaína

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um jovem foi morto com 13 tiros em um pasto do bairro Vale dos Reis, em Cariacica. Próximo ao corpo da vítima, identificada como Leonardo Lucas da Silva, 22 anos, foram encontradas drogas enterradas no chão. A polícia acredita que o jovem possa ter sido confundido com traficantes. 

Segundo testemunhas, a vítima estava sentada debaixo de uma árvore, quando homens armados chegaram atirando contra ele. Os moradores da região contaram que ouviram cerca de oito disparos. A polícia suspeita que os criminosos fugiram pelo pasto. Os peritos da Polícia Civil já iniciaram a investigação do crime. De acordo com a polícia, o jovem foi morto com 13 perfurações, a maioria nas costas. 

Segundo amigos e familiares, Leonardo sempre frequentava a árvore onde foi morto. Quem conhecia o rapaz garante que ele não tinha envolvimento com o crime. "Ele era uma pessoa incrível, amorosa. Não tinha envolvimento com nada. Não tem explicação para isso. Ele não fazia mal para ninguém. Era um amor de pessoa, amigo, irmão", relatou uma amiga. 

Depois da morte, os agentes começaram a observar o local do crime e descobriram que, aos arredores do corpo havia um cano de PVC improvisado com diversos pinos de cocaína dentro. Uma das linhas de investigação é o fato de Leonardo sempre frequentar o lugar incomodar os possíveis donos das drogas encontradas. 

O material foi levado para Delegacia de Cobilândia, em Vila Velha. A Polícia Militar afirmou que o local onde aconteceu o homicídio é um ponto de tráfico de drogas. O corpo de Leonardo foi levado para Departamento Médico Legal de Vitória. A vítima não tinha passagens pela justiça. Agora, familiares e amigos pedem por justiça. "A única coisa que queremos é justiça. Queremos saber o que aconteceu com ele". 

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas