Folha Vitória Jovem é morto com tiro na cabeça durante abordagem na Serra; PM e família dão versões diferentes

Jovem é morto com tiro na cabeça durante abordagem na Serra; PM e família dão versões diferentes

Segundo a Polícia Militar, Ramon Costa Paes, de 22 anos, estava armado no momento da abordagem. No entanto, familiares e testemunhas negam a versão

Folha Vitória
Foto: Iures Wagmaker/Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um feirante de 22 anos foi morto com um tiro na cabeça após não obedecer à ordem de parada de policiais militares. O caso aconteceu na tarde de domingo (13), no Bairro das Laranjeiras, na Serra. 

A história tem duas versões: uma da família e outra dos policiais que atenderam a ocorrência. A equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV, conversou com um dos policiais, que contou que o jovem, identificado como Ramon Costa Paes, estava na garupa de uma moto com outro rapaz.

Quando eles passaram por uma rua do bairro, receberam uma ordem de parada, mas ao invés de parar, o piloto resolveu seguir com a moto e, segundo os policiais, teria jogado a motocicleta para cima dos militares.

 Os policiais contaram ainda que viram que Ramon segurava uma arma de fogo. Diante disso, segundo eles, um tiro foi disparado, que acabou atingido o rapaz. Após o tiro, o piloto da moto fugiu.

Ramon chegou a ser socorrido na própria viatura da Polícia Militar para um hospital da Serra, mas não resistiu aos ferimentos. 

Família diz que rapaz não estava armado

No Departamento Médico Legal de Vitória (DML), a família do rapaz deu uma versão diferente do ocorrido. Eles não quiseram gravar entrevista, mas contaram à equipe de reportagem que Ramon saiu de casa com um amigo e que os dois estavam indo até um ponto de tráfico de drogas para comprar maconha.

Segundo os familiares, o rapaz era usuário de drogas, mas não teria envolvimento com o tráfico. Eles negam que o Ramon estivesse armado e acreditam que o jovem foi morto por não obedecer à ordem de parada. 

Na delegacia, os policiais não divulgaram foto da arma apreendida e informaram que, na verdade, trata-se de um simulacro de arma de fogo. 

Crianças brincavam na rua no momento do ocorrido

Testemunhas contaram que a rua estava cheia de crianças no momento da operação. Segundo moradores da região, Ramon estava na garupa de uma moto com um amigo quando foi atingido. Quem presenciou o ocorrido, também afirmou que ele não estava armado.

A tentativa de abordagem teria acontecido em uma esquina do bairro. Os dois jovens teriam visto os policiais e aceleraram a moto.

Diante disso, a viatura perseguiu os dois e, em um determinado momento, o policial que ocupava o banco do carona teria desembarcado e corrido atrás da motocicleta.

Segundo testemunhas, após alcançar a dupla, o militar sacou a arma e efetuou três disparos. Um deles acertou o Ramon, que foi colocado na viatura pelos policiais e levado até a Upa de Castelândia.

O rapaz baleado, segundo testemunhas, não mora na região. Já o outro, que pilotava a moto, teria fugido do local da ocorrência. 

A Polícia Militar foi procurada pela equipe de reportagem para falar sobre o caso, mas até o momento não se manifestou. A resposta será acrescentada assim que for enviada. 

Com informações da TV Vitória/Record TV.

Últimas