Folha Vitória Jovem que usou vaso sanitário para assassinar namorada em Cariacica é apreendido pela polícia

Jovem que usou vaso sanitário para assassinar namorada em Cariacica é apreendido pela polícia

Após a agressão brutal, a vítima teve todos os ossos da face fraturados; Em entrevista a Rede Vitória, a família da mulher disse estar aliviada

Folha Vitória
Foto: Divulgação Arquivo Pessoal
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O jovem suspeito de assassinar a namorada de 18 anos, em julho deste ano, no bairro Castelo Branco, em Cariacica, foi apreendido pela polícia na última sexta-feira (06), no bairro Maria Ortiz, em Vitória. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (10), a polícia deu detalhes de como aconteceu o crime.

Caroline de Oliveira Leal foi morta após ser brutalmente agredida. O rapaz teria usado um vaso sanitário para ferir a jovem, que teve todos os ossos da face fraturados.

De acordo com a delegada responsável pelas investigações, durante o depoimento, o rapaz foi frio e deu uma versão que não convenceu os policiais.

"Ele confessou, mas fez uma tese de que teria agido em legítima defesa. Tal tese não prevalece, a medida que ele tinha uma superioridade física, infinitamente maior que a da vítima. A forma que ele narrou o ato não foi uma reação de quem tinha reagido a uma injusta agressão", explicou a delegada Rafaella Aguiar.

O suspeito, que é menor de idade, contou que a agressão começou depois que a vítima tentou roubá-lo. A delegada acredita que os dois teriam brigado por causa de drogas e que toda a violência pode ter sido motivada pela sensação de impunidade.

"É normal você perceber essa atitude num adolescente infrator, como a legislação não é tão punitiva no caso deles, então eles já chegam na delegacia com o sentimento de que não vai dar nada", afirmou a delegada.

O rapaz foi internado em uma unidade do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) e aguarda resultado da audiência.

Uma familiar da vítima, que preferiu não se identificar, contou que a apreensão do suspeito significa um alívio para todos que conheciam Caroline. "Fico feliz em saber que a Justiça vai ser feita e triste que isso não vai trazer ela de volta. Mas saber que ele fez e que ele vai pagar de alguma forma, é gratificante", relatou.

* Com informações da repórter Bianca Vailant e Marla, da TV Vitória / Record TV

Últimas