Folha Vitória Leonardo Monteiro: “O mais importante ainda é o capital humano”

Leonardo Monteiro: “O mais importante ainda é o capital humano”

Apesar de todas as dificuldades, enchentes e pandemia, 2020 foi um ano no qual a cooperativa teve um bom desempenho

Folha Vitória
Foto: Vitor Machado e Everton Nunes
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A história de Leonardo Monteiro com a Selita tem 29 anos, que é o tempo em que o advogado e agropecuarista é cooperado. Desde abril de 2020, ocupa o cargo de presidente da cooperativa, depois de ter sido vice-presidente por cinco anos, além de ter atuado outros três como conselheiro fiscal da Selita e cinco anos no Sicoob Sul.

Apesar de todas as dificuldades, enchentes e pandemia, 2020 foi um ano no qual a cooperativa teve um bom desempenho. Nesse momento de pandemia, seguindo todos os protocolos de segurança, foi feito o possível e quase o impossível para manter a Selita produzindo alimentos tão importantes para a saúde e alimentação dos capixabas e para continuar na mente e no coração dos consumidores.

Qual é o seu conceito de liderança?

Um líder, antes de tudo, precisa ser justo, correto, ético e atuar em equipe. É você conseguir estabelecer uma sinergia com seus colaboradores, trabalhando em conjunto e harmonia para atingir os objetivos e metas que são elaborados no planejamento de uma empresa e os caminhos que devem ser seguidos para alcançá-los. Aproveitar o que cada colaborador pode dar de melhor.

Por que você foi considerado líder no seu segmento?

Por vários fatores, como a gestão proativa, os excelentes resultados da cooperativa, a capacidade de relacionar-se com os colaboradores, a visão de mercado e a humildade para saber ouvir e definir os caminhos a serem seguidos.

Quais são os pilares de uma liderança de sucesso?

Conhecer a fundo a empresa que está gerindo, ter a confiança no relacionamento e na união da equipe. Ser sincero e objetivo nas decisões, entender os colaboradores e saber estimulá-los a encontrar soluções originais e mais eficientes. É importante montar uma equipe unida com os mesmos propósitos e haver o respeito para poder alcançarmos o ponto de equilíbrio.

Quais são os maiores desafios de ser líder? E as maiores conquistas que a liderança proporciona?

É fundamental quebrar os paradigmas e acreditar que podemos fazer mais e melhor. É também necessário ter uma conduta que sirva de exemplo para os seus liderados e participar ativamente das ações da empresa e ter a confiança e respeito de seus colaboradores. A maior conquista é sentir que estamos atingindo os objetivos propostos, compartilhando os resultados com os cooperados e colaboradores. Ser líder é estar sempre em evolução, aproveitando as oportunidades, se reciclando sempre e buscando trabalhar em parceria com os liderados, reconhecendo as pessoas como elas são e ajudando a dar o melhor de si.

Como motivar pessoas e alinhar os propósitos dos colaboradores com os da empresa?

Primeiro é preciso definir claramente o que se quer alcançar e quais os compromissos, definindo onde chegar e a importância da liderança para obter os resultados. Aplicar a meritocracia, identificando aqueles que apresentam melhor desempenho e reconhecê-los, de maneira que possam impulsioná-los a alcançar resultados cada vez melhores e crescerem junto à cooperativa. Buscar motivação diária de sua equipe, e isso não é fácil, pois a velocidade do mercado e da comunicação são tamanhas que ninguém pode ter o privilégio da desatenção.

Em que momento e circunstância o líder não pode errar? Por quê?

O líder não é um ser infalível. Apesar de todas as cautelas, os erros e as falhas, muitas vezes, são fortuitos, e não têm como serem previstos, como a pandemia, por exemplo, e a economia sendo afetada por fatores externos. É importante que ele tenha a percepção de que os projetos implantados e as ações possam ter sempre uma válvula de escape ou um plano B, para poder corrigir o caminho, estabelecendo novas ações para atingir as metas fixadas.

Este momento desafiador pelo qual estamos passando, por exemplo, pode servir como uma oportunidade para os líderes? Se sim, de que forma?

O ano de 2020 está exigindo que as empresas encontrem soluções em um espaço de tempo muito reduzido e em condições inéditas. Isso nos proporcionou novos aprendizados, mudanças de conceitos, estabelecendo novas diretrizes. Exigem também saber aproveitar as oportunidades, e elas sempre surgem, dando uma guinada em nossos negócios, adaptando e ajustando-se a esse novo momento. Adotamos diversas medidas para garantir a segurança de nossos colaboradores, como protocolos médicos e de higiene, e em nenhum momento houve suspensão das atividades, possibilitando aos consumidores continuarem tendo a sua disposição produtos tão importantes e essenciais para sua alimentação.

Que comportamentos e atitudes caracterizam o líder do futuro?

O futuro da liderança é ter a capacidade de entender, apesar de todas as novas tecnologias e equipamentos, que o mais importante ainda é o capital humano. Por isso, entender as pessoas, e nem todas pensam igual, procurando cada vez mais caminhar juntos para vencer os novos desafios, que são cada vez maiores, com comprometimento e participação de nossos colaboradores e cooperados.

Que futuro você quer para você, sua empresa e seus liderados?

É preciso sempre se reciclar, estar atento às mudanças e preparar-se para os novos desafios, que serão muitos. A cooperativa precisa ser tratada com muito carinho e respeito a sua história. Estabelecer novas metas e caminhos para que ela continue cada vez mais competitiva e sustentável. Oferecer aos liderados condições de aumentar o seu conhecimento, por meio de treinamento sistemático, para que, juntos, administração, cooperados e colaboradores possam fazer sempre o melhor para a cooperativa, porque o sucesso pertence a todos. Não importa quem seja o âncora, por isso, é preciso revisar sempre cada elo da corrente, pois se um deles se romper o navio afunda.

Últimas