Folha Vitória Mãe que matou filho de 7 anos asfixiado está grávida e escondeu corpo embaixo da cama por 3 dias

Mãe que matou filho de 7 anos asfixiado está grávida e escondeu corpo embaixo da cama por 3 dias

A mulher de 28 anos está grávida de 8 meses e confessou à polícia que cometeu o crime porque o menino a respondeu mal

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A mulher de 28 anos que confessou ter matado o próprio filho, de 7 anos, asfixiado por um travesseiro, na Serra, enrolou o corpo em lençóis e escondeu debaixo da cama por três dias. Ela está grávida de 8 meses e confessou à polícia que cometeu o crime porque o menino a respondeu mal

A informação foi confirmada por policiais que atenderam a ocorrência. Segundo eles, a morte da criança teria acontecido na última sexta-feira (04), mas o corpo só foi encontrado na manhã de domingo (06).

Testemunhas contaram para a polícia que ela tem cinco filhos e estava grávida do sexto, mas apenas a criança de 7 anos e um irmão moravam com a mulher. O pai do menino assassinado está preso no Paraná e os outros filhos vivem com os pais. 

Vizinhos desconfiaram do sumiço da criança

Vizinhos contaram que, na última sexta-feira (4), a mulher foi vista alcoolizada e chorando na região, dizendo que o filho não iria voltar para casa nunca mais. Questionada sobre o que teria acontecido, a mãe do menino contou aos vizinhos que o pai teria o levado.

Os vizinhos, no entanto, desconfiaram do sumiço da criança. Eles relataram para a polícia que estavam sentindo um forte odor vindo da casa em que a mulher morava com os filhos e, por conta disso, acionaram a polícia na manhã de domingo. 

Ao chegar no local, a Polícia Militar encontrou a casa aberta, aparentemente vazia. Ao sentirem o forte odor, os policiais olharam debaixo da cama e viram o corpo da criança enrolado em vários lençóis com um machado ao lado. 

Diante disso, os militares iniciaram a busca pela suspeita que, segundo testemunhas, estava tentando fugir do bairro com o filho de 6 anos. Ela foi localizada em uma pracinha da região e logo confessou o crime. 

Suspeita deu detalhes do crime em depoimento à polícia

Segundo a polícia, a mulher disse que teria matado o filho porque ele a respondeu mal e a xingou. Na delegacia, a mãe disse que ficou muito nervosa e teria colocado um travesseiro no rosto da criança para o matar asfixiado.

Ainda segundo o relato da mulher para a polícia, em seguida, ela enrolou o corpo em lençóis e o escondeu debaixo da cama. Ela dormiu no local por mais dois dias. Quando percebeu o odor, a mulher resolveu limpar a casa com desinfetante para disfarçar o cheio.

Os peritos da Polícia Civil contaram que o corpo do menino não apresentava sinais aparentes de perfuração, apenas marcas no pescoço e lesões no rosto que teriam sido provocados por asfixia. 

A causa da morte, no entanto, só será confirmada após os laudos dos exames cadavéricos. O corpo da criança foi encaminhado para o Departamento Médico Legal, em Vitória.

A suspeita, de acordo com a polícia, tem várias passagens na Justiça por ameaça, lesão corporal e até por tentativa de homicídio.

Quem conhecia a mulher disse que ela sempre foi uma mãe irresponsável. Às vezes, era preciso que o ex-companheiro fosse na casa da suspeita para dar comida às crianças.

O outro filho da suspeita foi levado com ela para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e, de lá, foi encaminhado para o Conselho Tutelar da Serra.

Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Nathalia Munhão.

Últimas