Folha Vitória Maioria das praias da Grande Vitória estão impróprias para banho

Maioria das praias da Grande Vitória estão impróprias para banho

As fortes chuvas que atingiram o Espíroto Santo nos últimos dias afetaram alguns pontos do litoral utilizados para banho

Folha Vitória
Foto: Iures Wagmaker / Folha Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O sol voltou a aparecer na Grande Vitória após duas semanas de chuvas, mas pessoas que estão com saudade de mergulhar e tomar um banho de mar terão que esperar mais alguns dias. Isso porque a maioria das praias da Grande Vitória estão impróprias para banho e atividades de lazer.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo de notícias no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Na Capital, todas as praias estão com a balneabilidade classificada como imprópria, impossibilitando temporariamente atividades como lazer, natação e mergulho.

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória, a classificação está relacionada ao grande período de chuvas que tem acometido a cidade desde o fim de novembro, aumentando o volume de material biológico proveniente de rios, córregos e canais que deságuam na baía.

LEIA TAMBÉM: Veja como fica o tempo no ES neste fim de semana

Por esse motivo, alguns pontos das praias de Vila Velha também estão com a classificação de impróprios para banho. 

A prefeitura do município explicou que, com a chegada das chuvas, as águas do Rio Jucu se movimentam e levam com elas muitos microrganismos para o mar. O ideal é que os banhistas evitem o banho de mar nas primeiras 24 horas ou até 48 horas após as chuvas.

LEIA TAMBÉM: Sol aparece, mas cidades do ES ainda têm alerta para chuvas intensas. Veja lista

Todas as praias da Serra também estão sem a recomendação para banho. Além da chuva, há outro motivo para a má qualidade da água no litoral do município: o saneamento. 

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente informou que trabalha continuamente para garantir a preservação e proteção dos recursos naturais do município. A pasta destacou que está executando uma obra que prevê a universalização da coleta de esgoto em área urbana do município até 2023, o que impacta na balneabilidade.

*Com informações do repórter Lucas Pisa, da TV Vitória/Record TV.

Últimas