Folha Vitória Mais 100 ônibus do Transcol voltam a circular na Grande Vitória a partir desta segunda-feira

Mais 100 ônibus do Transcol voltam a circular na Grande Vitória a partir desta segunda-feira

Sobre os veículos com ar condicionado, que ainda estão parados por conta da pandemia, o secretário de mobilidade informou que eles podem voltar a circular após protocolos de segurança

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ leitor
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O início da manhã desta segunda-feira (03) começou com movimentação grande nos terminais rodoviários da Grande Vitória. Para dar conta da demanda, que aumentou nos últimos dias, por conta da flexibilização do isolamento em vários setores, a Secretária de Estado de Mobilidade Urbana e Infraestrutura (Semobi) reforçou a frota do Transcol, com mais cem ônibus circulando a partir de hoje.

De acordo com passageiros, as filas nos terminais continuam, mas a mudança no número de ônibus já foi vista principalmente nas linhas que tem maior movimentação de pessoas, como 501, 507 e 508, por exemplo.

A medida visa reduzir a quantidade de passageiros dentro de um mesmo veículo, tentando assim, diminuir o risco de transmissão do coronavírus.

De acordo com o secretário Fábio Damasceno, no total são 1.200 fazendo o transporte de passageiros na região metropolitana. " São mais 100 veículos que estão entrando a partir de hoje e a Ceturb está fazendo adequações de linhas. É um ajuste de frotas em função de um aumento de demanda. Não foi tão significativa, mas já estamos fazendo alguns ajustes", disse.

O secretário também reforçou o pedido para que os passageiros respeitem o distanciamento nas filas dos terminais e não entrar nos veículos que já estão cheios.

Sobre os veículos com ar condicionado, que ainda estão parados por conta da pandemia, Damasceno informou que eles podem voltar a circular após medidas de segurança. "São cerca de 100 ônibus que já estão autorizados a voltar, desde que as empresas ofereçam protocolo de segurança do ar condicionado. Esse protocolo vai ter que ser aprovado na Secretaria de Saúde, pela Vigilância Sanitária e aí sim eles teriam autorização para voltar a operar. Mas a gente ainda precisa de um tempo, não tem um prazo para isso", informou o secretário.

Ainda de acordo com Damasceno, a medida que a que a demanda de passageiros aumentar, a secretaria vai adequar a frota dos ônibus. 

* Com informações das repórteres Nathália Munhão e Suellen Araujo, da TV Vitória / Record TV

Últimas