Folha Vitória Mais de 1,2 mil estudantes do Espírito Santo farão o Enem digital neste domingo

Mais de 1,2 mil estudantes do Espírito Santo farão o Enem digital neste domingo

Embora a prova seja feita pelo computador, os candidatos precisarão se deslocar até os locais de prova. Na Grande Vitória, elas serão aplicadas em seis lugares

Folha Vitória
Foto: Agência Brasil
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital começa neste domingo (31). Candidatos que optaram por essa versão do exame farão, no dia, a prova de Linguagens e Ciências Humanas, além da redação. No Espírito Santo, 1.283 estudantes se inscreveram no Enem digital, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

Embora a prova seja feita pelo computador, os candidatos vão precisar se deslocar até os locais de prova. Na Grande Vitória, elas serão aplicadas em seis lugares. Os candidatos farão o exame em salas de informática. 

"Todo participante do Enem digital tem que lembrar de acessar a página do participante, para poder ver o local de prova. E quando acessar a página do participante, tem um vídeo que explica exatamente como será o sistema que ele vai encontrar no dia da prova", explicou o diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep, Camilo Mussi.

>> Enem digital deverá mudar preparo para provas, dizem professores

As respostas das questões objetivas serão marcadas no computador e os candidatos não terão de preencher o cartão-resposta à mão. A redação, porém, terá sim de ser feita à mão. Por isso, será preciso levar caneta de tinta preta e tubo transparente. Já o tema e os textos motivadores estarão na tela.

A caneta preta também poderá ser usada para cálculos na segunda prova da versão digital do Enem, com questões de Matemática e Ciências da Natureza, que será aplicada no dia 7. Os participantes receberão uma folha de rascunho para fazer os cálculos.

Como na versão impressa, os portões vão abrir às 11h30 e fechar às 13 horas. O tempo de prova e os horários de aplicação também serão os mesmos: cinco horas e meia no primeiro dia e cinco horas no segundo. O uso de máscara também é obrigatório no Enem digital. 

Para garantir a segurança, os participantes receberão, no dia da prova, um código que precisarão digitar na tela antes de começar o exame e também quando finalizarem as provas.

Os computadores só terão acesso às provas. Os candidatos não terão acesso, por exemplo, à internet ou à calculadora. Na tela, quando a prova começar, aparecerão todas as questões. Será possível clicar em qual deseja acessar. O sistema também permite que o candidato escreva na tela com o mouse e que marque as questões para depois poder voltar nelas, por exemplo.

Chegar cedo no Enem digital também pode fazer diferença. Antes de começar o exame, os participantes terão que ler uma série de instruções na tela. “O participante, chegando com antecedência, sentando no computador, terá a opção de ler as instruções da prova já. Não poderá acessar a prova, mas poderá, com calma, ler as instruções”, diz Mussi.

Em todo o Brasil, 96.086 estudantes se inscreveram no exame. No entanto, com o cancelamento das provas no Amazonas, por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus, esse número caiu para 93.217 inscritos, em 104 cidades brasileiras. Os inscritos no Amazonas farão o exame impresso na data da reaplicação, dias 23 e 24 de fevereiro.

O exame será aplicado de forma piloto para um número reduzido de participantes, mas já poderá ser usado para concorrer a vagas no ensino superior.

Últimas