Folha Vitória Mais de 20 máquinas caça-níqueis são apreendidas durante operação da Guarda Municipal de Vitória

Mais de 20 máquinas caça-níqueis são apreendidas durante operação da Guarda Municipal de Vitória

Os agentes da Guarda percorreram diversos bares da capital

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mais de 20 máquinas caça-níqueis, dois tablets, uma televisão, duas impressoras, três máquinas de cartão de crédito, um celular e R$ 3.817,75 foram apreendidos durante a Operação "Tolerância Zero", realizada na tarde desta sexta-feira (08), em bares de Vitória. Ao todo, sete pessoas foram conduzidas para delegacia. A operação da Guarda Municipal da capital tem como objetivo inibir os jogos de azar dos estabelecimentos de Vitória. 

O primeiro alvo dos agentes foi um bar na região de Jucutuquara. No local, cinco máquinas caça-níqueis foram apreendidas. De acordo o secretário de Segurança Urbana de Vitória, Ícaro Ruginski, 12 estabelecimento foram visitados pelas equipes.  

"Essa operação tem por objetivo o combate a exploração de jogos clandestinos, além de ajudar no controle da disseminação do vírus da covid-19. Isso porque, nestes estabelecimentos, a maior parte dos frequentadores são idosos, que fazem parte do grupo de risco e não conseguem controlar o vício", explicou. 

A exploração de jogos do bicho e de azar são contravenções penais. Os responsáveis pelos equipamentos e pela realização dos concursos são encaminhados para a delegacia, assinam um termo circunstanciado e são liberados. 

O secretário disse que pretende propor ao governo municipal que bares reincidentes nesse tipo de prática, percam o alvará de funcionamento de forma definitiva. 

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, acompanhou a ação da Guarda Municipal de perto. Segundo ele, ações semelhantes devem acontecer com frequência na capital. "Nós já estamos fazendo levantamento de crimes e delitos na capital. Vamos agir em todos os locais em que há indícios de delitos sendo praticados", disse. 

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas