Folha Vitória Mais de 280 mil pessoas realizaram testes para covid-19 no ES até julho, aponta IBGE

Mais de 280 mil pessoas realizaram testes para covid-19 no ES até julho, aponta IBGE

De acordo com a PNAD Covid-19 mensal, de todos os testados, 69 mil testaram positivo para o novo coronavírus, o que corresponde a 24,5% do total

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Cerca de 283 mil pessoas realizaram algum teste para diagnóstico da covid-19 no Espírito Santo desde o início da pandemia até o mês passado. O número corresponde a cerca de 7% da população capixaba. De todos os testados, 69 mil testaram positivo para o novo coronavírus — 24,5% do total. As informações são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Covid-19 mensal, referente ao mês de julho, divulgada nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o levantamento, até o mês passado foram feitos 122 mil testes do tipo RT-PCR — que utilizam o swab nasal para coleta do material. Desse total, 34,6% deram positivo. Também foram realizados 126 mil testes rápidos, com coleta de sangue por meio do furo no dedo (17,7% testaram positivo), e outros 78 mil testes com coleta de sangue na veia no braço (26,1% positivos).

Perfil

Com relação ao perfil dos infectados pelo novo coronavírus, 51,1% eram mulheres, 91,2% tinham menos de 60 anos, 54,8% eram pretos ou pardos e 50,6% possuíam ensino médio completo.

A pesquisa apontou ainda que cerca de 21 mil pessoas com comorbidade testaram positivo para a covid-19, o que corresponde a 2,1% do total de pessoas com alguma comorbidade.

Estimativa

A PNAD Covid-19 estimou que, em julho, 287 mil pessoas — o que corresponde a 7,1% da população do Espírito Santo — apresentaram um dos sintomas pesquisados de síndromes gripais. Estimou, ainda, que 45 mil pessoas (1,1% da população) apresentaram sintomas conjugados de síndrome gripal que podiam estar associados à covid-19 (perda de cheiro ou sabor ou febre, tosse e dificuldade de respirar ou febre, tosse e dor no peito).

Ainda segundo o estudo, cerca de 20,8% das pessoas que apresentaram algum dos sintomas gripais pesquisados — cerca de 60 mil — procuraram atendimento médico. O número corresponde a aproximadamente 14 mil pessoas a menos do que no mês anterior.

Quanto ao comportamento diante da pandemia, 78 mil pessoas (1,9% da população) não adotaram qualquer medida de restrição em julho, segundo a pesquisa. Outras 1,3 milhão (32,3%) reduziram o contato, mas continuaram saindo de casa; 1,7 milhão (42,4%) ficaram em casa e só saíram em caso de necessidades básicas; e 943 mil pessoas (23,4%) ficaram rigorosamente isoladas.

Últimas