Folha Vitória Mais de 300 leitos para covid-19 serão retomados no Espírito Santo dentro de 90 dias

Mais de 300 leitos para covid-19 serão retomados no Espírito Santo dentro de 90 dias

Reversão dessas novas vagas de UTI e enfermaria começa na próxima segunda-feira. Nos 12 primeiros dias deste mês, a Sesa já realizou a reversão de 85 leitos

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O governo do Estado anunciou que vai reverter gradualmente mais 317 leitos, tanto de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) quanto de enfermaria, para atender exclusivamente casos de pacientes infectados com o novo coronavírus. A reversão desses novos leitos começa já na próxima segunda-feira (16) e deve durar até 90 dias, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). 

Entre o dia 1º e esta quinta-feira (12), a Sesa realizou a reversão de 85 leitos, que estavam sendo utilizados para outras enfermidades e agora estão destinados exclusivamente aos pacientes com covid-19. Foram revertidos 30 leitos de UTI e 41 de enfermaria, em hospitais de Vila Velha, Aracruz e Colatina. Além disso, foram abertos mais 14 leitos de retaguarda no hospital Dório Silva, na Serra. 

A contratualização desses 317 novos leitos foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial do Estado. Ao todo, serão 130 vagas de UTI e 187 de enfermaria. O investimento estimado para essa contratação é de R$ 29 milhões.

Em coletiva realizada na tarde desta sexta, o secretário interino de Saúde do Estado, Luiz Carlos Reblin, destacou que esses leitos serão abertos para garantir o atendimento no caso dos números da covid-19 continuarem subindo no Espírito Santo. Segundo ele, a volta dos leitos exclusivos para a doença é gradual e ocorrerá conforme a necessidade. 

"Nós caminhamos para acompanhar e monitorar os casos nessas semanas subsequentes e, na medida da necessidade, como fizemos no começo de novembro até esta data, abrir mais novos leitos. Se for necessário, readequar novamente estruturas hospitalares em funcionamento, tanto leitos de hospitais próprios quanto de entidades filantrópicas, para o atendimento da covid. Isso tudo vai depender, obviamente, do comportamento da doença daqui em diante", ressaltou Reblin.

>> Covid-19: taxa de transmissão volta a crescer no ES e Estado busca aumentar capacidade de hospitais

Atualmente, a taxa de ocupação dos leitos de UTI para covid-19 em todo o Espírito Santo está em 79,85%, segundo o Painel Ocupação de Leitos Hospitalares, da Sesa. Das 412 vagas em Unidades de Terapia Intensiva disponíveis atualmente para pacientes com o coronavírus, 329 estão ocupadas.

No entanto, se forem levados em consideração todos os 715 leitos de UTI que podem ser usados para acomodar esses pacientes, caso haja necessidade, a taxa de ocupação cai para 46,01%. Esse é o percentual utilizado na elaboração do Mapa de Risco do Estado, que, na próxima semana, terá dois municípios em risco moderado e os demais 76, em risco baixo.

Durante a coletiva desta tarde, o secretário interino de Saúde enfatizou que a maioria dos municípios capixabas ainda segue em risco baixo para a covid-19 justamente porque o Mapa de Risco leva em consideração a ocupação de todos os leitos, inclusive os de retaguarda.

"Nós ampliamos os critérios para testagem das pessoas. Isso nos leva a um conhecimento maior de pessoas que talvez passassem sem sintomas e não tivessem o seu caso confirmado. Mas, naturalmente, tem aumento sim dos casos, em função da interação, o que aumentam as internações. Não é uma situação de sobrecarga absoluta dos hospitais. Na medida da necessidade, nós ampliamos os leitos", afirmou.

Reblin também destacou que a taxa de transmissão do coronavírus segue acima de 1 no Espírito Santo, o que significa que a curva de transmissão da doença está subindo neste momento em todo o estado.

Últimas