Folha Vitória Mais de 800 casos de covid-19 são registrados em asilos no Espírito Santo

Mais de 800 casos de covid-19 são registrados em asilos no Espírito Santo

Desse total, 455 casos foram constatados em idosos e 355 em funcionários dessas instituições. Já o número de mortes subiu para 71

Folha Vitória
Foto: Pixabay
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Chegou a 810 o número de casos confirmados do novo coronavírus em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) no Espírito Santo. Desse total, 455 casos foram constatados em pessoas idosas residentes dos asilos e 355 em funcionários dessas instituições. A constatação é do relatório semanal elaborado pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do Espírito Santo (MPES). 

O boletim foi finalizado na última sexta-feira (14) e apresenta 62 novos casos de contaminação pela covid-19 em relação ao relatório anterior, feito uma semana antes. Nesse período, foram registrados 44 novos casos de contaminações entre idosos e mais 19 casos entre os empregados.

Já o número de óbitos de idosos que permaneciam nas instituições passou de 66 para 71. Segundo o MPES, os cinco novos casos distribuíram-se entre os municípios de São Gabriel da Palha, Nova Venécia, Ecoporanga, Cachoeiro de Itapemirim e Vila Velha.

As cidades com mais idosos residentes nos asilos infectados com o coronavírus são Vila Velha (103 casos), Serra (65), Vitória (63) e Guarapari (22), na Região Metropolitana, e Colatina (30), Alegre (26) e Cachoeiro de Itapemirim (23), nas demais regiões do Estado. Vila Velha e Vitória concentram o maior número de óbitos de idosos residentes nas instituições, com 21 e 12 casos, respectivamente.

Os municípios de Barra de São Francisco e Nova Venécia apresentaram casos confirmados de residentes pela primeira vez, sendo que Barra de São Francisco se destacou negativamente com seis casos de residentes e dois de profissionais. Já os maiores índices de casos de contaminação entre idosos residentes e funcionários foram verificados na Serra e em Vila Velha. 

Na Serra, foram 17 novos casos entre os idosos residentes, saltando de 48 para 65 contaminados, e três novos casos entre os funcionários, passando de 43 para 46 contaminados. Em Vila Velha foram oito novos casos entre os idosos residentes, subindo de 95 para 103 registros, e quatro novos casos entre funcionários, passando de 92 para 96 contaminados.

O levantamento é elaborado pela equipe do Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC), por meio das informações registradas pelas ILPIs em formulário eletrônico disponibilizado pelo Ministério Público Estadual.

O CACC possui registro de 94 instituições que respondem ao formulário, divididas em 36 municípios do Estado, sendo duas unidades públicas, 37 filantrópicas e 55 com fins lucrativos. Deste total apenas 24 não reportaram contaminação entre idosos ou trabalhadores até 14 de agosto. Apenas seis municípios não reportaram caso de covid-19 nas instituições: Montanha, Pinheiros, Mantenópolis, Baixo Guandu, Santa Teresa e Iconha.

Últimas