Folha Vitória Mais de 800 servidores de Cachoeiro teriam recebido auxílio emergencial de forma indevida

Mais de 800 servidores de Cachoeiro teriam recebido auxílio emergencial de forma indevida

A Controladoria-Geral da União afirmou que cada caso será analisado para apurar se houve ou não má conduta por parte dos servidores

Folha Vitória
Foto: Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Quase 850 servidores de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo, teriam recebido, indevidamente, o auxílio emergencial pago pelo Governo Federal. É o que aponta o relatório da Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo o órgão, 848 servidores ativos e inativos, assim como pensionistas, receberam o benefício de forma indevida no município. A CGU afirmou que cada caso deve ser analisado para apurar se houve ou não má conduta por parte dos servidores.

A entidade reforçou que, quem enviar informações falsas para obter o benefício,  pode ser enquadrado nos crimes de falsidade ideológica e estelionato. Os resultados do relatório foram obtidos através do cruzamento de bases de dados.

O órgão não informou se os servidores são municipais ou estaduais. A Prefeitura de Cachoeiro identificou 404 servidores que receberam o auxílio indevidamente e comunicou que todos foram orientados a devolver o dinheiro. 

*Com informações da TV Vitória/Record TV. 

Últimas