Folha Vitória Marido mata mulher e alega que cometeu o crime após ser xingado

Marido mata mulher e alega que cometeu o crime após ser xingado

O suspeito esteve no local do crime com polícia e também foi ao velório sem levantar suspeitas

Folha Vitória
Foto: Reprodução/Facebook
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A polícia prendeu o homem suspeito de ter matado a própria esposa na última segunda-feira (16), no bairro Camará, na Serra. Mirelle Figueiredo Perusia tinha 27 anos e foi assassinada perto de casa após discutir e xingar o marido por causa de um celular que caiu no chão.

O suspeito, o próprio marido da vítima, esteve no local do crime com polícia e também foi ao velório sem levantar suspeitas. De acordo com as investigações, a vítima foi alvejada com um tiro à queima roupa na região da nuca. A dinâmica do crime, que até então era um mistério, foi revelada nesta quinta-feira. 

Após ser intimado a depor, Isaias Júnior Carvalho confessou o crime. A notícia chocou os familiares, já que o criminoso chorava muito durante a perícia e no próprio velório. O casal tem uma filha de sete anos que a todo momento chorava abraçada com o pai.

O casal estava junto há 11 anos e, de acordo com a família, o casamento não era conturbado, mas que no fim de semana que antecedeu o crime vizinhos perceberam atitudes violentas por parte do homem.

Segundo a polícia, foi o próprio criminoso que confessou o assassinato. Ele justificou dizendo que a vítima havia deixado o celular dele cair no chão e isso gerou desentendimentos, e por isso decidiu tirar a vida da própria esposa. 

*com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória / Record TV

Últimas