Folha Vitória Médica picada por cobra recebe alta após 20 dias internada

Médica picada por cobra recebe alta após 20 dias internada

Dieynne Saugo, que passou por três cirurgias e ainda foi diagnosticada com covid-19; com a notícia da saída, ela celebrou a alta nas redes sociais

Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Dieynne Saugo, a médica picada por uma cobra jararaca durante um banho de cachoeira no Mato Grosso, voltará para casa após mais de 20 dias hospitalizada – dez deles na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). 

Dieynne, que passou por três cirurgias e ainda foi diagnosticada com covid-19, celebrou nas redes sociais a alta do hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP).

“Depois de todas essas complicações. Depois de todo esse combate. Depois de ter tido o livramento da morte. Chegou a hora mais esperada: voltar pra casa curada e recuperada!!!”, escreveu a médica em uma publicação no Instagram.

Internada desde 3 de setembro em São Paulo, ela se recuperava de uma cirurgia no braço e teve de passar por fisioterapia e fonoaudiologia.

Para pagar pelo tratamento particular, a família de Dieynne criou uma vaquinha virtual e tem como meta arrecadar R$ 300 mil. Até o momento, R$ 229 mil foram arrecadados. Nathalia Saugo, irmã de Dieynne e responsável pela vaquinha, informou que somente os custos da internação no Albert Einstein estiveram na casa dos R$ 200 mil, além dos R$ 50 mil de traslados entre Mato Grosso e São Paulo.

Dieynne foi picada duas vezes por uma jararaca de cerca de dois metros de comprimento. O animal caiu na água enquanto a vítima se banhava na queda d'água em Nobres, no Mato Grosso.

* Com informações do R7.com 

Últimas