Folha Vitória Médico alerta que testagem é necessária, mas não libera da necessidade de quarentena

Médico alerta que testagem é necessária, mas não libera da necessidade de quarentena

O resultado, se já foi infectado ou não pela doença, não isenta o indivíduo de continuar com os cuidados orientados pelas autoridades sanitárias

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Testar, testar e testar, segundo o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhamom, esse deve ser o mantra na hora de definir estratégias para o combate do novo coronavírus. No entanto, o resultado dos testes não deve ser utilizado como salvo-conduto para abandonar a quarentena, alerta Thanguy Friço, coordenador médico da Teste COVID Brasil, empresa capixaba especialista em testagem e diagnóstico do novo coronavírus.

“A testagem é uma das principais formas de combater a pandemia do novo coronavírus, até mesmo na fase de vacinação. O resultado, se já foi infectado ou não pela doença, não isenta o indivíduo de continuar com os cuidados orientados pelas autoridades sanitárias. Ainda estamos vivendo uma pandemia e o exame é uma ferramenta de cuidado e prevenção. Independentemente do resultado, a orientação é cuide-se e cuide do próximo”, ressalta.

Dados do Governo do Estado mostram que o Espírito Santo possui 10 cidades em alto risco da doença. “O Governo tem lançado decretos que estão liberando gradualmente o retorno das atividades comerciais e a testagem é uma estratégia para que essa volta seja feita com segurança, sem abrir mão dos protocolos para evitar o contágio da covid-19. O trabalho de testagem empresarial, por exemplo, não isenta os colaboradores de utilizarem máscaras e realizarem a correta higienização das mãos durante o expediente”, explica Thanguy.

Últimas