Folha Vitória Medina e Ítalo Ferreira se classificam para as quartas de final do surfe masculino

Medina e Ítalo Ferreira se classificam para as quartas de final do surfe masculino

No feminino, Silvana Lima também se classificou para a fase seguinte. Já Tatiana Weston-Webb ficou nas oitavas

Folha Vitória
Foto: Gabriel Medina/Instagram
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A dupla de surfistas Gabriel Medina e Italo Ferreira seguem na busca pelo primeiro ouro olímpico no surfe masculino na história. Na madrugada desta segunda-feira (26) eles superaram Julian Wilson e Billy Stairmand, respectivamente, e se garantiram nas quartas de final.

Medina, que entrou na água primeiro, em sua primeira onda acertou um belo aéreo e tirou 7,50, o que deu tranquilidade dele escolher a onda certa para completar o seu somatório. 

Enquanto o australiano tentava várias entradas, o brasileiro teve tranquilidade de esperar a onda certa para conseguir um 6,83 e, com o somatório de 14,33, superar o rival, que teve 13 como a soma de suas duas melhores notas. Ele agora terá pela frente o francês Michel Bourez, que despachou o marroquino Ramzi Boukhiam.

Se por um lado a bateria de Gabriel foi bastante movimentada, por outro a de Italo Ferreira, foi bastante parada. Tanto o brasileiro quanto o neozelandês Billy Stairmand tiveram dificuldades a conseguir ondas devido ao mar parado.

Até que na reta final da bateria Italo emplacou dois lindos aéreos com rotação completa, somou 7,37 e 7,17 para disparar na disputa e, com 14,54 pontos ao todo, venceu o rival, que só fez 9,67 pontos. Ele espera tem pela frente o japonês Hiroto Ohhara, que eliminou o peruano Miguel Tudela.

FEMININO

Um pouco mais tarde, Silvana Lima venceu sua bateria de oitavas de final contra a portuguesa Teresa Bonvalot e se garantiu nas quartas de final do surfe feminino. A brasileira dominou a bateria e confirmou a vaga somando 12,17 pontos no somatório total contra apenas 7,50 da rival.

Na próxima fase, Silvana terá pela frente ninguém menos do que a norte-americana Carissa Moore, tetracampeã mundial, que despachou a a peruana Sofia Mulanovich.

Já Tati Weston-Webb não teve a mesma sorte e, após ficar atrás durante quase toda a bateria, até conseguiu boas ondas no fim, mas não conseguiu a virada contra a japonesa. Final: 10,33 a 9.

*Com informações do Portal R7!

Últimas