Folha Vitória Menopausa: alterações hormonais afetam a saúde bucal

Menopausa: alterações hormonais afetam a saúde bucal

O risco de perda dentária e óssea pode aumentar mais de quatro vezes durante a peri e a pós-menopausa, afetando a saúde bucal de mulheres a partir dos 45 anos

Folha Vitória
Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Você sabia que entre 75% e 80% das mulheres experimentam os sintomas da menopausa? O que muita gente não sabe é que alguns desses sitomas estão relacionados à saúde bucal e devem ser acompanhados para evitar a perda dos dentes e doenças periodontais. 

De acordo com estudo da Calcified Tissue Internacional e Musculoskeletal Research, o risco de perda dentária e óssea pode aumentar mais de quatro vezes durante a peri e a pós-menopausa, afetando a saúde bucal de mulheres a partir dos 45 anos.

“Isso acontece por conta das alterações do hormônio estrogênio, é preciso que dentistas e ginecologistas conversem com suas pacientes sobre essa questão, pois a mucosa oral é tão sensível às mudanças do estrogênio quanto à mucosa vaginal. A menopausa é um processo natural do corpo da mulher, mas seus sintomas devem tratados para não haver perda na qualidade de vida”, ressalta a ortodontista Catarina Riva.

Veja quais são os problemas bucais mais comuns dessa fase:

- Sensibilidade na gengiva; 

- Redução do volume das gengivas; 

- Perda de massa óssea;

- Boca seca; 

- Mau hálito; 

De acordo com a epecialista, além dos cuidados já conhecidos pela maioria, os cuidados com os dentes devem ser ainda maiores durante a menopausa. “Deve-se redobrar os cuidados com a higiene oral e acompanhamento periódico ao dentista para evitar a progressão até a perda do dental”, alerta.

A especialista reforça também a orientação para mulheres tabagistas a abandonarem o cigarro o mais breve possível. “O fumo é um catalizador de infecções e pode intensificar os problemas bucais no período da menopausa”, destaca. 

Últimas