Folha Vitória Mesmo em risco alto, aglomerações são registradas na Serra e Vila Velha nesta segunda

Mesmo em risco alto, aglomerações são registradas na Serra e Vila Velha nesta segunda

Nem mesmo durante a caminhada na orla, há pessoas que não respeitam o distanciamento social e que não utilizam máscara

Folha Vitória
Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Depois de anunciar que os municípios de Serra e Vila Velha estão em risco alto para contaminação do novo coronavírus, o governo do Espírito Santo adotou novas medidas de restrição, que entraram em vigor nesta segunda-feira (15). No entanto, nas ruas essas medidas não estão sendo seguidas. Praias e bares, por exemplo, continuam registrando aglomerações.

Foto: Reprodução / TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Na Praia da Costa e na Praia de Itaparica, em Vila Velha, a equipe de reportagem da TV Vitória encontrou muitas pessoas sem máscara e próximas umas das outras. 

Bares estavam abertos, mesmo após o decreto que proíbe o funcionamento. Os restaurantes, também, estavam funcionando apesar da determinação de que fechem às 16 horas.

Leia também: Vila Velha, Serra e mais 15 cidades vão para risco alto a partir desta segunda; veja as restrições

Nem mesmo durante a caminhada na orla, há pessoas que não respeitam o distanciamento social e que não utilizam máscara. Maria de Fátima decidiu que optou por não usar o acessório de segurança.

"Eu acho errado para quem vai para lugar fechado, sem máscara eu acho errado, quando você está ao ar livre eu acho que não tem necessidade porque só eu estou caminhando não estou com companhia. Se eu estivesse em um lugar fechado, sim", explicou a dona de casa.

Leia também: Região única: cidades da Grande Vitória podem ficar em risco alto, diz Sérgio Vidigal

No município canela verde, os dois bairros com maior número de casos confirmados pela doença são Praia da Costa e Praia de Itaparica. O número de infectados pela covid-19 na Praia da Costa já passa de quatro mil, com um total de 84 mortes. Em Itaparica, são mais de dois mil casos e 38 mortes.

Em virtude do risco alto, algumas restrições foram estabelecidas:

Estão suspensas todas as atividades de ensino presencial das escolas públicas e privadas. O funcionamento de comércios e shoppings está permitido de segunda a sexta até às 20 horas e aos sábados até às 16 horas. Os restaurantes, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas só poderão abrir até às 16 horas. As academias não podem oferecer atividades em grupo como aeróbica e é obrigatória a limitação de alunos. Os bares não podem abrir enquanto o município estiver em risco alto.

De acordo com o secretário de Defesa Civil de Vila Velha, Giovanio Ribeiro, órgãos de fiscalização e de segurança vão atuar de maneira integrada no município.

"Nós vamos atuar com barreiras sanitárias, ela será itinerante com o início da barreira na chegada de Guarapari à Vila Velha, ali na praça do pedágio na Rodosol, também a partir de amanhã estaremos às 18 horas de todos os dias da semana, nos organizando de forma integrada com a secretarias e o apoio da Guarda Municipal, além de Meio Ambiente, a Fiscalização de Postura e Vigilância Sanitária para que nós consigamos orientar de forma adequada como que nós temos que atuar neste momento", explicou.

Além de Vila Velha, Serra também entrou na classificação de risco alto para covid-19. São mais de 43 mil casos confirmados e 795 óbitos. Os bairros mais afetados são Colina de Laranjeiras e Morada de Laranjeiras.

O secretario de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente da Serra, Claudio Denicoli, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros vão integrar as equipes de apoio à contenção de aglomerações.

"Nós estamos ampliando nossa frente de trabalho de fiscalização com quatro grupos que vão trabalhar diuturnamente fazendo a fiscalização sempre com o apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, até porque em muitas situações a polícia é fundamental. A aglomeração está terminantemente proibida, então a gente vai com a ajuda da PM fazer o término das aglomerações e não deixar que isso aconteça", afirmou.

De acordo com o governo do Estado, 17 municípios do Espírito Santo estão em risco alto para o coronavirus. Ao todo, 61 cidades estão classificadas em risco moderado. Dentre elas, estão Cariacica, Vitória, Viana e Guarapari. Nenhum município, está em risco baixo. A ocupação de leitos de UTI disponíveis para tratamento da covid-19 no Espírito Santo chegou a 90%.

* Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV.

Últimas