Folha Vitória Metade da população do ES já pode ter tido contato com o coronavírus

Metade da população do ES já pode ter tido contato com o coronavírus

Durante a entrevista coletiva, o secretário de saúde disse que diante do cenário atual, o estado avalia que medidas maiores e mais abrangentes não deverão ser adotadas, nesse momento

Folha Vitória
Foto: Pixabay
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Desde o início da pandemia, pelo menos a metade dos capixabas pode ter tido contato com o novo coronavírus. A afirmação foi feita pelo secretário estadual de saúde, Nésio Fernandes, durante uma entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (23)

"Neste momento, nós estimamos que aproximadamente de 50% da população já pode ter tido contato com o vírus. Considerando a letalidade corrigida e alguns estudos que vem apontando a possibilidade de que no contexto brasileiro, onde uma estratégia de imunidade de rebanho foi adotada - a qual nos como gestão estadual tentamos mitigar os seus resultados - ela de fato expos ampla margem da população ao contágio da doença", disse. 

Ainda de acordo com Nésio, os números da cobertura vacinal do Espírito Santo são animadores. "Neste momento, o ES alcançou mais de 81% de cobertura com a primeira dose das vacinas disponíveis pelo PNI contra a covid-19. Nós temos características imunológicas na população que são diferentes da população de países que adotaram medidas adequadas", afirmou. 

Nésio disse ainda que o perfil de imunização dos brasileiros, em especial dos capixabas, é diferente de outros. 

"Nós tivemos uma grande quantidade de mortos e, neste momento, grande parte da população já teve algum tipo de contato com o vírus. Além disso, com o avanço da vacinação, e já com 81% da população alcançada com a primeira dose, nós de fato temos características imunológicas protetoras na população diferente de outros países do mundo", concluiu. 

Leia também: Veja quais são as 9 cidades do ES que estão mais adiantadas na vacinação contra covid-19

ES não deverá adotar amplas medidas de restrições de atividades econômicas e sociais

Durante a entrevista coletiva, o secretário de saúde disse que diante do cenário atual, o estado avalia que medidas maiores e mais abrangentes não deverão ser adotadas, nesse momento.

"Entendemos que algumas medidas vinculadas as atividades de entretenimento, principalmente , podem ser adotadas nas próximas semanas dependendo do comportamento sustentado do crescimento no número de casos".

"Vamos insistir e apostar em estratégias e protocolos que reconheçam o grau de proteção das vacinas na população e, de modo que as atividades que tenham a participação de pessoas imunizadas possam ser privilegiadas nas medidas qualificadas nos próximos períodos".

Veja mais: 3º dose de vacina contra covid-19 pode ser aplicada em idosos do ES no próximo mês

Últimas