Folha Vitória Modelo que teve corpo incendiado continua internada; mãe e namorada contam versões diferentes

Modelo que teve corpo incendiado continua internada; mãe e namorada contam versões diferentes

O incidente aconteceu na noite da última segunda-feira (10), no bairro São Diogo, na Serra; a companheira da vítima afirmou que tentou impedir o incêndio

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Segue internada a mulher que teve o corpo queimado durante uma discussão na Serra, na noite da última segunda-feira (10). O quadro de saúde dela é estável. A namorada e a mãe da jovem conversaram com a reportagem da Rede Vitória e contaram versões diferentes de como a jovem se queimou.

Katiuscia Mota tem 31 anos e desde os 15 trabalha como modelo. Ela já fez várias capas de revista e atualmente também atua como promotora de eventos. Na noite desta segunda-feira, a mulher acabou ficando com o corpo queimado após uma discussão.

A mãe da mulher, Marilza Silva Mota, estava em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado,  quando recebeu a noticia da filha. No primeiro momento ela disse que foi difícil acreditar no que tinha acontecido. "A única coisa que veio na minha cabeça foi que ela é vaidosa... ela não pode... ela não queimou não...", disse.

A modelo ficou com o corpo em chamas e saiu correndo desesperada pelo condomínio onde mora, pedindo ajuda. Uma mulher e um homem conseguiram apagar o fogo com uma toalha molhada e acionaram uma ambulância do Samu para fazer o atendimento médico. Ela foi socorrida e levada para o hospital Dr. Jayme Santos Neves.

A namorada da modelo, que não quis se identificar, disse que as duas teriam discutido e a modelo teria jogado álcool no próprio corpo e depois ateado fogo. "Eu acho que ela não estava muito lúcida e acabou riscando uma, duas e na terceira vez acabou incendiando. Nisso, eu tentei apartar e acabou caindo álcool em mim, nela e no chão", contou.

A namorada falou ainda que tentou jogar o isqueiro fora para evitar que Katiuscia realmente colocasse fogo no corpo. "Quando eu vi o olhar dela, realmente, eu tentei jogar o isqueiro para fora e ele bateu na janela e voltou. Eu peguei de volta e joguei debaixo da geladeira, mas ela conseguiu pegar. Nisso que ela pegou o isqueiro eu já abri a porta e saí correndo", disse.

A mãe da modelo esteve no hospital e conversou com ela na terça-feira (11) e conversando com ela, a jovem deu uma versão diferente para o que aconteceu. "Ela disse que tinha álcool entornado e que ela tava molhada de álcool. ´Pra mim ela disse que foi um cigarro caiu no chão, jogaram não sei, e o álcool alastrou. Aí ela disse que tentou sair e começou a tirar a roupa, porque viu que estava pegando fogo", contou Marilza.

De acordo com a companheiro de Katiucia as duas estão namorando há cerca de um ano. Ela disse que As brigas e discussões são comuns entre o casal. Porém, segundo ela, esses desentendimentos já estavam desagradando a mãe de Katiucia que confirmou que as duas tinham um relacionamento conturbado.

"Eu cheguei até bloquear, porque eu estava vendo umas brigas, ela estava me mandando uns áudios de ciúmes", disse a mãe da modelo.

Ainda de acordo com a mãe de Katiucia o estado de saúde é estável mas requer muitos cuidados. "Os médicos disseram que é um procedimento bem demorado e que ela vai ficar uns bons meses internada", disse Marilza.

O caso segue sob investigação da polícia.

* Com informações do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória / Record TV

Últimas