Folha Vitória Moradora reclama de falta de médico na Unidade de Saúde de Kubitscheck

Moradora reclama de falta de médico na Unidade de Saúde de Kubitscheck

Segundo a denunciante, o local está sem nenhum profissional desde dezembro

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Leitora
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Bárbara Guimarães, moradora do bairro Kubitschek, estava indignada na última sexta-feira (12) com a falta de médico na Unidade de Saúde do bairro. De acordo com ela, o local está sem profissional desde dezembro de 2020 e no dia em questão um novo médico chegaria a unidade. Mas não compareceu.

“Hoje estava previsto um médico para a unidade, mas ele não apareceu. Eu e outras pessoas da região madrugamos, ficamos de 5h da manhã as 10h, para conseguir uma ficha de atendimento e o médico não compareceu e nem deu uma satisfação. Ficamos muito indignados, por isso resolvemos registrar e denunciar. Todas as imagens foram feitas com autorização das pessoas presentes”, relatou.

Ainda segundo Bárbara, a situação é recorrente e os médicos na unidade mudam de duas a três vezes por ano, deixando o local sem atendimento por cerca de três meses.

“A antiga Unidade de Saúde do Centro, Dr. Roberto Calmon, não está atendendo. Com isso, a Unidade do Kubitschek faz atendimento para os bairros Ipiranga, Lameirão e Kubitschek. Muitos estão sem atendimento há tempos”.

Diante da denúncia, a Prefeitura de Guarapari foi questionada: Qual o motivo da falta de médico? Porque não tem profissional desde dezembro? E, porque essa troca constante?

Em resposta, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que a médica da unidade se afastou pois estava gestante e um novo médico foi disponibilizado através de processo seletivo. Entretanto, em janeiro, o médico pediu distrato de seu contrato e o município realizou a contratação de outro profissional. Este novo profissional assumiria o cargo na última quarta-feira (10), porém, não compareceu à unidade.

“A Semsa está buscando contato com o profissional para verificar a situação e providenciar o mais rápido possível a normalização do caso”.

Últimas