Folha Vitória Moradores e comerciantes temem insegurança no bairro Cocal, em Vila Velha

Moradores e comerciantes temem insegurança no bairro Cocal, em Vila Velha

A população reclama da falta de policiamento na região

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

A população do bairro Cocal, em Vila Velha, está com medo da insegurança na região. Segundo relato dos moradores, desde o início da pandemia do novo coronavírus o número de assalto no bairro tem crescido. Os comerciantes reclamam ainda que, além do prejuízo deixado nos crimes, eles precisam investir em segurança particular para tentar evitar novos furtos e roubos. 

Acostumada com a tranquilidade que o bairro tinha há alguns anos, uma moradora relata que, nos últimos meses, a população passou a conviver com uma onda de assaltos. O filho dela já foi alvo dos criminosos. "Nossa preocupação maior é que os criminosos começaram a invadir a casa. O meu filho de 12 anos já teve o celular roubado na rua", disse.

Uma comerciante disse que contratou uma equipe de vigilantes particular para tentar evitar invasões. A população do bairro afirma que falta policiamento na região. "Além de ter alarme e câmeras, estou tendo que pagar segurança para ficar aqui durante a noite", contou. 

Em nota, a Polícia Militar informou que está atenta aos registros criminais da região e que, além do policiamento ostensivo, realizada visitas aos comércios para estreitar os laços com a comunidade e colher informações que possam colaborar com o trabalho de investigação. A orientação é para que a população denuncie atitudes suspeitas ou ocorrências de crimes em andamento, através do Ciodes (190).

*Com informações do repórter Matheus Brum, da TV Vitória/Record TV. 

Últimas