Folha Vitória Morre Cléber Carminati, um dos fundadores do curso de Cinema da Ufes

Morre Cléber Carminati, um dos fundadores do curso de Cinema da Ufes

Cléber também foi um dos idealizadores da TV Ufes e um dos fundadores da Rádio Pirata TX 107.3

Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Universo Ufes
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O professor Cléber José Carminati, do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), morreu nesta sexta-feira (07). Carminati foi membro do movimento estudantil Balão Mágico e um dos fundadores do curso de Cinema da intituição.

O primeiro contato de Carminati com a universidade foi como aluno. Ainda na década de 1980, participou do Balão Mágico, movimento estudantil que reivindicava a liberdade de expressão e melhorias na estrutura da Ufes, além de debatia questões de identitárias.

O grupo promovia protestos com teor artístico e ações de grande impacto visual, além de diversas atividades culturais por meio de grupo de teatro, documentários e cineclubes, grandes paixões de Cléber.

Em maio de 1987, ele participou da criação da Rádio Pirata TX 107.3, instalada em uma cabine da Biblioteca Central da Ufes. A rádio atuava como um projeto de extensão da disciplina de Radiojornalismo e foi a base para a criação, dois anos depois, da Rádio Universitária 104.7 FM.

Foi somente em 1999 que Cléber ingressou como professor da instituição. Ele atuou como chefe do Departamento de Comunicação e foi coordenador do curso de Cinema e Audiovisual, do qual foi um dos fundadores. 

Cléber também foi um dos idealizadores da TV Ufes no ano 2000 e ajudou a elaborar a primeira grade de programação do canal universitário. 

A Ufes lamentou, em nome de toda a comunidade acadêmica, a morte de Carminati e prestou solidariedade aos familiares e amigos do professor.  

A causa da morte não foi divulgada. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento. 

Alunos e colegas lamentaram a morte de Carminati

Nas redes sociais, diversos alunos, amigos e colegas de profissão lamentaram a morte de Carminati. Alguns ex-alunos lembraram, ainda, dos momentos marcantes que tiveram com o professor na sala de aula. Veja alguns relatos:  

Últimas