Folha Vitória Motorista de aplicativo é rendido por bandidos e preso em cativeiro por 12 horas

Motorista de aplicativo é rendido por bandidos e preso em cativeiro por 12 horas

Os criminosos queriam o veículo para fazer um arrastão por vários bairros de Cariacica

Folha Vitória

Um motorista de aplicativo, de 36 anos, passou por momentos de terror. A vítima foi rendida e sequestrada por quatro assaltantes e mantida em cárcere das 20h00 de terça-feira (10) até a manhã de quarta-feira (11). Entre os suspeitos estavam dois adolescentes de 15 e 17 anos.

De acordo com o motorista, ele estava trabalhando, quando por volta das 19h30 resolveu parar o carro para aguardar uma corrida. Neste momento, ele foi abordado por quatro indivíduos. Dois deles estavam armados.

A vítima contou que, depois de ser rendido, os criminosos o levaram para um cativeiro. Lá eles vendaram os olhos e também mobilizaram o corpo. A vítima ficou aproximadamente 12 horas sentada em uma cadeira, com mãos e pés amarrados.

Bandidos queriam usar o carro da vítima para praticar crimes 

Os criminosos queriam o veículo para fazer um arrastão por vários bairros de Cariacica. A promessa era a de que depois de cometer os crimes, eles devolveriam os pertences e libertariam o rapaz.

Por volta das 23h20, os policiais militares receberam a informação de que havia um PM seguindo um veículo, em seu carro particular, em que os ocupantes tinham acabado de cometer um roubo próximo ao bairro Vila Capixaba, em Cariacica.

Com intenção de impedir a fuga, um cerco foi montado no bairro Areinha, em Viana, onde o carro foi visto. Durante o acompanhamento dos criminosos, segundo a polícia, um dos ocupantes arremessou uma arma de fogo pela janela do carro.

O carro foi abordado no bairro Vale do Sol e no interior estavam dois jovens e dois adolescentes, de 15 e 17 anos. Os policiais já tinham a informação de que o menor de 15 anos estava, há alguns dias, roubando pessoas, veículos e coletivos, nos bairros Canaã e Nova Bethânia, sempre armado e ameaçando as vítimas.

Após essa apreensão, o sequestro estava prestes a ser descoberto. Na quarta, desesperada, a esposa do jovem sequestrado, pediu ajuda aos policiais, dizendo que o seu marido saiu para trabalhar mas não voltou.

"Por volta das 9 horas, surgiu uma mulher informando que seu marido, motorista de aplicativo, estava desaparecido desde a noite anterior e ao ser indagada sobre as características do carro, percebemos que elas coincidiam com carro usado pelos assaltantes”, contou o delegado José Mansur Neto.

De acordo com o delegado, em buscas de informações, os policiais começaram a questionar os bandidos detidos e descobriram que o grupo havia sequestrado uma pessoa.

“Fui até a cela e conversei com os presos que se eles colaborassem isso seria uma atenuante e beneficiária na pena. Um dos presos se prontificou a mostrar à equipe o local e onde estava a vítima”.

Após levantar as informações a polícia foi até o local indicado pelo suspeito em busca da vítima.

"No local, a equipe chamou e a vítima, de 36 anos, sussurrou pedindo socorro. A equipe localizou o dono do imóvel alugado que franqueou a entrada da equipe. O motorista de aplicativo estava preso dentro do banheiro com arame de cerca e amordaçado com uma camisa".

Os suspeitos de 18 e 19 anos foram autuados, em flagrante, por quatro roubos, emprego de arma branca, sequestro e corrupção de menores. Eles foram encaminhados ao Centro de Triagem de Viana.

*Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória/Record TV

Últimas